Sobre roaming sem fio para empresas

Saiba como dispositivos executando o iOS e o iPadOS usam roam em um ambiente Wi-Fi empresarial.


Este artigo é destinado a pessoas que administram o sistema de uma escola, empresa ou outra organização.

As informações se aplicam a estes dispositivos executando o iOS ou o iPadOS:

  • iPhone 5s e posterior 
  • iPod touch (6ª geração)
  • iPad Pro e posterior
  • iPad Air e posterior
  • iPad mini 2 e posterior
  • iPad (5ª geração ou posterior)


Limite de acionamento

Esse limite é o nível mínimo de sinal necessário para manter uma conexão. 

O iPhone, iPad e iPod touch monitoram e mantêm a conexão do BSSID (Basic Service Set Identifier) até que o RSSI (Received Signal Strength Indicator) exceda -70 dBm. Em seguida, o dispositivo busca BSSIDs candidatos a roam para o novo ESSID (Extended Service Set Identifier).

Lembre-se disso ao projetar células sem fio e calcular a sobreposição de sinal. Por exemplo, você pode projetar células de 5 GHz com uma sobreposição de -67 dBm. Nesse caso, o dispositivo mantém a conexão com o BSSID por mais tempo do que o esperado. Isso ocorre porque o dispositivo usa -70 dBm como acionador. Se o RSSI do BSSID for maior que -65 dBm, o dispositivo dará preferência a uma rede de 5 GHz.

Use o dispositivo de destino para medir a sobreposição de células. As antenas de um computador laptop são bem maiores e mais potentes do que as antenas de um smartphone ou tablet. Por isso, se você usar um computador laptop para medir a sobreposição, iPhones e iPads terão limitações de rede celular diferentes das esperadas.


Verificação de roam

Essa verificação ocorre quando as estações analisam pontos de acesso (APs) compatíveis com o ESSID atual. As estações verificam todos os canais disponíveis na banda de 2,4 GHz ou de 5 GHz.

A verificação de roam será mais rápida se você ativar o 802.11k no painel de controle. Isso é útil porque o iPhone, iPad e iPod touch usam as seis primeiras entradas do relatório de proximidade e as analisam para priorizar as verificações. Se você não ativar o 802.11k, o iOS precisará fazer a verificação de modo mais metódico. Isso poderá adicionar vários segundos ao processo de detecção.

Por exemplo: uma pessoa está em uma ligação e caminha até o outro lado do prédio. Quando o dispositivo ultrapassar o limite de -70 dBm, ele buscará destinos de roam. Se ele usar o relatório de proximidade oferecido pelo 802.11k, encontrará APs compatíveis com o ESSID atual em três canais. Ele verificará imediatamente esses canais, descobrirá que o AP em um canal tem a intensidade de sinal apropriada e fará o roam. Se você não ativar o 802.11k, todos os canais em cada banda precisarão ser verificados para encontrar um destino de roam. Isso poderá adicionar vários segundos ao processo.


Critérios de seleção de um candidato a roam

As informações abaixo podem ajudar a projetar uma rede sem fio que seja compatível com serviços em tempo real, como voz e vídeo. O iOS considera as informações compartilhadas pelas redes sobre a utilização do canal e a quantidade de clientes associados. O iOS usa esses dados com as medições de intensidade do sinal (RSSI) para pontuar as redes candidatas. Redes com pontuação mais alta garantem uma melhor experiência Wi-Fi.

Se vários SSIDs de 5 GHz tiverem a mesma pontuação, o iOS escolherá uma rede com base nestes critérios:

  • 802.11ax é preferível a 802.11ac
  • 802.11ac é preferível a 802.11n ou 802.11a
  • 802.11n é preferível a 802.11a
  • A largura de canal de 80 MHz é preferível à de 40 MHz ou 20 MHz
  • A largura de canal de 40 MHz é preferível à de 20 MHz

O iOS e iPadOS selecionam BSSIDs de destino com base nestes critérios:

  • Se o cliente transmite ou recebe uma série de pacotes de dados 802.11
  • A diferença na intensidade do sinal em relação ao RSSI do BSSID atual

Quando o dispositivo envia ou recebe dados, ele seleciona BSSIDs de destino cujo RSSI seja de 8 dB ou superior em comparação com o RSSI do BSSID atual. Quando o dispositivo não envia nem recebe dados, ele usa um diferencial de 12 dB.

Por exemplo, o RSSI da conexão atual pode cair para -75 dBm durante uma chamada de voz por WLAN (VoWLAN). Quando isso acontece, o dispositivo busca BSSIDs com um RSSI de, pelo menos, -67 dBm.

Se a ligação termina e o dispositivo para de enviar ou receber dados, ele busca BSSIDs com um RSSI de, pelo menos, -63 dBm. Observe que quadros de gerenciamento e controle do 802.11 não são contabilizados como dados. 


Desempenho de roam

"Desempenho de roam" indica o tempo de que o cliente precisa para a autenticação em um novo BSSID. Para fazer a autenticação, o cliente precisa encontrar um candidato a roam válido e concluir o processo de roam rapidamente. Caso contrário, ocorrerá uma interrupção do serviço. 

O roaming ocorre quando o cliente autentica o novo BSSID e desfaz a autenticação do BSSID atual. O tempo necessário depende do método de segurança e de autenticação utilizado.

Se você usar a autenticação baseada em 802.1X, o cliente deverá concluir a troca de chave do EAP antes de desfazer a autenticação do BSSID. Isso poderá levar vários segundos, dependendo da infraestrutura de autenticação do ambiente. Quando isso acontece, há uma interrupção do serviço.

Se você usar a autenticação baseada em 802.11r, o cliente poderá autenticar previamente possíveis pontos de acesso. Isso reduz o tempo de autenticação para milissegundos, e provavelmente não haverá uma interrupção do serviço.


Usar a verificação de Wi-Fi no Utilitário AirPort

app Utilitário AirPort inclui a verificação de Wi-Fi, que registra a visualização da rede do dispositivo. As pessoas responsáveis pela administração podem usar esse recurso para confirmar a visualização da rede do cliente em um local específico.

Para obter resultados precisos, use a verificação de Wi-Fi no mesmo modelo de iPhone, iPad ou iPod touch das pessoas.

  1. No iPhone, iPad ou iPod touch, acesse Ajustes, toque em Utilitário AirPort e ative Wi-Fi Scanner (Verificação de Wi-Fi).
  2. Abra o app Utilitário AirPort e toque em Wi-Fi Scan (Verificação de Wi-Fi).
  3. Use o controle deslizante para definir a duração da verificação para até 60 segundos. Por padrão, a verificação de Wi-Fi é executada continuamente. 
  4. Para iniciar a verificação, toque em Scan (Verificar). O Utilitário AirPort exibirá todos os SSIDs encontrados. Isso inclui redes ocultas, que são exibidas como Network name unavailable (Nome da rede indisponível). Para interromper a verificação, toque em Stop (Parar).

    O Utilitário AirPort verifica todas as bandas disponíveis em intervalos de quatro segundos. Redes corporativas com vários pontos de acesso são agrupadas por BSSID. A verificação exibirá informações sobre:
    • SSID
    • BSSID
    • Último RSSI
    • Canal
    • Última vez que foi encontrado
  5. Para visualizar um registro de rastreio dos resultados da verificação de um SSID e um BSSID, toque no SSID. O registro de rastreio exibe a data e a hora da verificação, bem como o canal e o RSSI.
  6. Após a conclusão da verificação, você poderá compartilhar os resultados. Toque no botão de voltar, toque no botão Share (Compartilhar) e selecione uma opção.

O Utilitário AirPort enviará os resultados como uma lista separada por vírgula:

SSID, BSS, RSSI, Channel, time

"ACES", "18:64:72:D3:E9:40", "-57", "11", "12:02:03 PM"

"Cuba", "F8:1E:DF:F9:56:BC", "-53", "149", "12:02:03 PM"

"ACES", "18:64:72:D3:E9:50", "-63", "149", "12:02:03 PM"

"Cuba", "F8:1E:DF:F9:56:BB", "-69", "11", "12:02:03 PM"

"ACES", "18:64:72:D3:E9:40", "-67", "11", "12:02:07 PM"

A primeira linha é um cabeçalho de coluna que exibe os campos SSID, BSS, RSSI, Canal e hora. Para analisar ou fazer um gráfico dos resultados, importe a lista para uma planilha ou outra ferramenta.

Data da publicação: