Roaming de rede Wi-Fi com 802.11k, 802.11r e 802.11v no iOS

Saiba como o iOS e o iPadOS usam padrões de rede Wi-Fi para melhorar o roaming do cliente.

O iOS é compatível com o roaming do cliente otimizado em redes Wi-Fi empresariais. Os padrões k, r e v do grupo de trabalho 802.11 possibilitam aos clientes usar roaming com mais facilidade entre pontos de acesso (APs) dentro da mesma rede.

802.11k

O padrão 802.11k cria uma lista otimizada de canais para ajudar os dispositivos a acelerar a busca de APs próximos que estejam disponíveis como destinos de roaming. Quando a intensidade do sinal do AP atual diminui, o dispositivo procura APs de destino dessa lista.

802.11r

Quando o dispositivo inicia o roaming de um AP para outro na mesma rede, o 802.11r utiliza um recurso chamado Fast Basic Service Set Transition (FT) para fazer a autenticação mais rapidamente. O FT funciona com métodos de autenticação 802.1X e chave pré-compartilhada (PSK).

O iOS 10 e posterior e o iPadOS são compatíveis com o 802.11r adaptável em redes sem fio Cisco. O 802.11r adaptável oferece FT sem a necessidade de ativar o 802.11r na rede sem fio Cisco configurada. Para ser compatível com o 802.11r adaptável, a rede Cisco deve utilizar o código do controlador versão 8.3 ou posterior.

802.11v

O iOS e iPadOS são compatíveis com estas funcionalidades do 802.11v em determinados dispositivos:

  • Gerenciamento de transição Basic Service Set (BSS)
  • Desassociação iminente
  • Serviço de transmissão múltipla dirigido (DMS)
  • Gerenciamento máximo do período ocioso BSS

O gerenciamento da transição BSS, junto à desassociação iminente, permite que a camada de controle da rede influencie o comportamento de roaming do cliente ao fornecer as informações de carregamento dos pontos de acesso próximos. O dispositivo leva em consideração essas informações ao decidir entre os possíveis destinos de roaming.

O DMS otimiza a transmissão múltipla em redes sem fio. O dispositivo usa essas informações para melhorar a comunicação múltipla e preservar a duração da bateria do dispositivo.

O gerenciamento máximo do período ocioso BSS ajuda os clientes e pontos de acesso a decidir com precisão por quanto tempo continuar associado quando não houver transmissão de tráfego. O dispositivo usa essas informações para preservar a duração da bateria do dispositivo.

Ao combinar a capacidade do 802.11k e do 802.11v de acelerar a busca do melhor AP de destino por meio da associação mais rápida de AP do FT, os apps ficam mais rápidos, e você tem uma experiência melhor com o Wi-Fi no iOS e iPadOS.


Verificar a compatibilidade

A maioria dos fornecedores de hardware de rede Wi-Fi tem compatibilidade com 802.11k, 802.11v e 802.11r (FT). Você precisa ativar e configurar esses recursos no roteador Wi-Fi para que a rede possa usá-los. A configuração varia; por isso, consulte o manual do roteador Wi-Fi para obter detalhes.

As listas abaixo mostram os dispositivos iOS que são compatíveis com 802.11k, 802.11r e 802.11v. Para usar o 802.11k e 802.11r, o dispositivo precisa ter o iOS 6 ou posterior. Para usar o 802.11v, o dispositivo precisa ter o iOS 7 ou posterior. Para usar o 802.11r adaptável, o dispositivo precisa ter o iOS 10 ou posterior.

802.11k e 802.11r

  • iPhone 4s e posterior
  • iPad Pro e posterior
  • iPad Air e posterior
  • iPad mini e posterior
  • iPad (3ª geração) e posterior
  • iPod touch (5ª geração) e posterior

802.11r adaptável

  • iPhone 6s e posterior
  • iPad Pro e posterior
  • iPad Air (3ª geração) e posterior
  • iPad (5ª geração) e posterior
  • iPod touch (7ª geração)

802.11v

  • iPhone 5c, iPhone 5s e posterior
  • iPad Pro e posterior
  • iPad Air e posterior
  • iPad mini 2 e posterior
  • iPad (5ª geração) e posterior
  • iPod touch (6ª geração) e posterior

Interoperabilidade com 802.11w

Os quadros de gerenciamento protegidos (PMF) do 802.11w também funcionam com a compatibilidade do iOS e iPadOS com 802.11k, 802.11r e 802.11v.

Armazenamento em cache do identificador de chave mestra de paridade

O iOS 5.1 e posterior e o iPadOS também são compatíveis com o armazenamento em cache do identificador de chave mestra de paridade (PMKID). Você pode usar o cache PMKID com alguns equipamentos Cisco para melhorar o roaming entre APs. O armazenamento em cache de tecla persistente (SKC) é uma forma de armazenamento em cache PMKID. O SKC não é equivalente a, nem compatível com, armazenamento em cache de chave oportunista (OKC).

As informações sobre produtos não fabricados pela Apple, ou sites independentes não controlados nem testados pela Apple, são fornecidas sem recomendação ou endosso. A Apple não assume responsabilidade alguma com relação à escolha, ao desempenho ou ao uso de sites ou produtos de terceiros. A Apple não garante a precisão nem a confiabilidade de sites de terceiros. Entre em contato com o fornecedor para obter mais informações.

Data da publicação: