Acerca dos conteúdos de segurança do iOS 12.1

Este documento descreve os conteúdos de segurança do iOS 12.1.

Acerca das atualizações de segurança da Apple

Para proteção dos nossos clientes, a Apple não divulga, comenta nem confirma problemas de segurança enquanto não for efetuada uma investigação e não estiverem disponíveis as correções ou os lançamentos necessários. Os lançamentos recentes são apresentados na página Atualizações de segurança da Apple.

Para obter mais informações acerca da segurança, consulte a página Segurança dos produtos Apple. Pode cifrar comunicações com a Apple através da Chave PGP de segurança dos produtos Apple.

Sempre que possível, os documentos de segurança da Apple designam as vulnerabilidades através de ID CVE.

iOS 12.1

Data de lançamento: 30 de outubro de 2018

AppleAVD

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: o processamento de vídeo malicioso por FaceTime poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através da validação melhorada da entrada.

CVE-2018-4384: Natalie Silvanovich do Google Project Zero

Contactos

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: o processamento de um ficheiro .vcf criado com intuito malicioso poderá provocar uma recusa de serviço

Descrição: foi resolvido um problema de leitura fora dos limites através da verificação melhorada dos limites.

CVE-2018-4365: investigador anónimo

CoreCrypto

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: um atacante poderá conseguir explorar uma fraqueza no teste de primalidade Miller-Rabin, identificando números primos incorretamente

Descrição: existia um problema no método de determinação dos números primos. Este problema foi resolvido através de bases pseudoaleatórias para testes de números primos.

CVE-2018-4398: Martin Albrecht, Jake Massimo e Kenny Paterson da Royal Holloway, Universidade de Londres e Juraj Somorovsky da Universidade de Ruhr, Bochum

FaceTime

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: um atacante remoto poderá conseguir divulgar a memória

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através da validação melhorada da entrada.

CVE-2018-4366: Natalie Silvanovich do Google Project Zero

FaceTime

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: um atacante remoto poderá conseguir iniciar uma chamada FaceTime, causando a execução de um código arbitrário

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através da validação melhorada da entrada.

CVE-2018-4367: Natalie Silvanovich do Google Project Zero

Controlador de gráficos

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: um atacante remoto poderá conseguir iniciar uma chamada FaceTime, causando a execução de um código arbitrário

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através da validação melhorada da entrada.

CVE-2018-4384: Natalie Silvanovich do Google Project Zero

ICU

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: o processamento de uma cadeia criada com intuito malicioso poderá provocar a corrupção da área dinâmica para dados

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através da validação melhorada da entrada.

CVE-2018-4394: investigador anónimo

IOHIDFamily

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: uma app poderá conseguir executar um código arbitrário com privilégios do kernel

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2018-4427: Pangu Team

IPSec

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: uma aplicação poderá conseguir obter privilégios elevados

Descrição: foi resolvido um problema de leitura fora dos limites através da validação melhorada da entrada.

CVE-2018-4371: Tim Michaud (@TimGMichaud) da Leviathan Security Group

Kernel

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: uma app poderá conseguir executar um código arbitrário com privilégios do kernel

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através da remoção do código vulnerável.

CVE-2018-4420: Mohamed Ghannam (@_simo36)

Kernel

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: uma app poderá conseguir ler a memória restrita

Descrição: foi resolvido um problema de inicialização de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2018-4413: Juwei Lin (@panicaII) da TrendMicro Mobile Security Team

Kernel

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: uma app poderá conseguir executar um código arbitrário com privilégios do kernel

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2018-4419: Mohamed Ghannam (@_simo36)

Mensagens

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: o processamento de um texto criado com intuito malicioso poderá provocar a falsificação da IU

Descrição: foi resolvido um problema de inconsistência na interface de utilizador através da gestão melhorada do estado.

CVE-2018-4390: Rayyan Bijoora (@Bijoora) da The City School, PAF Chapter

CVE-2018-4391: Rayyan Bijoora (@Bijoora) da The City School, PAF Chapter

NetworkExtension

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: ligar a um servidor VPN poderá revelar consultas DNS a um proxy DNS

Descrição: foi resolvido um problema de lógica através da gestão melhorada do estado.

CVE-2018-4369: investigador anónimo

Notas

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: um atacante local poderá conseguir partilhar elementos a partir do ecrã bloqueado

Descrição: um problema com o ecrã bloqueado permitia o acesso à função de partilha num dispositivo bloqueado. Este problema foi resolvido através da restrição das opções disponíveis num dispositivo bloqueado.

CVE-2018-4388: videosdebarraquito

Leitor do Safari

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: ativar a funcionalidade Leitor do Safari numa página web criada com intuito malicioso poderá provocar uma execução universal de scripts entre sites

Descrição: foi resolvido um problema de lógica através da validação melhorada.

CVE-2018-4374: Ryan Pickren (ryanpickren.com)

Leitor do Safari

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: ativar a funcionalidade Leitor do Safari numa página web criada com intuito malicioso poderá provocar uma execução universal de scripts entre sites

Descrição: existia um problema de execução de scripts entre sites no Safari. Este problema foi resolvido através da validação melhorada de URL.

CVE-2018-4377: Ryan Pickren (ryanpickren.com)

Segurança

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: o processamento de uma mensagem S/MIME criada com intuito malicioso poderá provocar uma recusa de serviço

Descrição: foi resolvido um problema de validação através da lógica melhorada.

CVE-2018-4400: Yukinobu Nagayasu da LAC Co., Ltd.

VoiceOver

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: um atacante local poderá conseguir ver fotografias a partir do ecrã bloqueado

Descrição: um problema com o ecrã bloqueado permitia o acesso a fotografias através da funcionalidade Enviar mensagem num dispositivo bloqueado. Este problema foi resolvido através da gestão melhorada do estado.

CVE-2018-4387: videosdebarraquito

WebKit

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: aceder a um site malicioso poderá provocar a falsificação dos conteúdos na barra de endereço

Descrição: foi resolvido um problema de lógica através da gestão melhorada do estado.

CVE-2018-4385: investigador anónimo

WebKit

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2018-4372: HyungSeok Han, DongHyeon Oh e Sang Kil Cha do KAIST Softsec Lab, Coreia

CVE-2018-4373: ngg, alippai, DirtYiCE, KT da Tresorit em colaboração com o programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4375: Yu Haiwan e Wu Hongjun da Nanyang Technological University em colaboração com o programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4376: 010 em colaboração com o programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4382: lokihardt do Google Project Zero

CVE-2018-4386: lokihardt do Google Project Zero

CVE-2018-4392: zhunki da 360 ESG Codesafe Team

CVE-2018-4416: lokihardt do Google Project Zero

WebKit

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: um site malicioso poderá conseguir provocar uma recusa de serviço

Descrição: foi resolvido um problema de esgotamento de recursos através da validação melhorada da entrada.

CVE-2018-4409: Sabri Haddouche (@pwnsdx) da Wire Swiss GmbH

WebKit

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através da validação melhorada.

CVE-2018-4378: investigador anónimo, zhunki da 360 ESG Codesafe Team

Wi-Fi

Disponível para: iPhone 5s e posterior, iPad Air e posterior e iPod touch (6.ª geração)

Impacto: um atacante com uma posição privilegiada poderá conseguir provocar um ataque de recusa de serviço

Descrição: foi resolvido um problema de recusa de serviço através da validação melhorada.

CVE-2018-4368: Milan Stute e Alex Mariotto do Secure Mobile Networking Lab em Technische Universität Darmstadt

Agradecimentos adicionais

Assinatura de certificado

Os nossos agradecimentos a Yiğit Can YILMAZ (@yilmazcanyigit) pela sua ajuda.

CommonCrypto

Os nossos agradecimentos a um investigador anónimo pela sua ajuda.

iBooks

Os nossos agradecimentos a Sem Voigtländer da Fontys Hogeschool ICT pela sua ajuda.

Segurança

Os nossos agradecimentos a Marinos Bernitsas da Parachute pela sua ajuda.

As informações sobre os produtos não fabricados pela Apple ou os sites independentes não controlados ou testados pela Apple são disponibilizadas sem recomendações nem aprovação. A Apple não assume qualquer responsabilidade no que diz respeito à seleção, ao desempenho ou à utilização dos sites ou produtos de terceiros. A Apple não garante a precisão nem a fiabilidade dos sites de terceiros. Existem riscos inerentes à utilização da Internet. Contacte o fornecedor para obter informações adicionais. Outros nomes de empresas e de produtos podem ser marcas comerciais dos respetivos proprietários.

Data de publicação: