Acerca dos conteúdos de segurança do Safari 11.1

Este documento descreve os conteúdos de segurança do Safari 11.1.

Acerca das atualizações de segurança da Apple

Para proteção dos nossos clientes, a Apple não divulga, comenta nem confirma problemas de segurança enquanto não for efetuada uma investigação e não estiverem disponíveis as correções ou os lançamentos necessários. Os lançamentos recentes são apresentados na página Atualizações de segurança da Apple.

Para obter mais informações acerca da segurança, consulte a página Segurança dos produtos Apple. Pode cifrar comunicações com a Apple através da Chave PGP de segurança dos produtos Apple.

Sempre que possível, os documentos de segurança da Apple designam as vulnerabilidades através de ID CVE.

Safari 11.1

Data de lançamento: 29 de março de 2018

Safari

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: aceder a um site malicioso poderá provocar a falsificação dos conteúdos na barra de endereço

Descrição: foi resolvido um problema de inconsistência na interface de utilizador através da gestão melhorada do estado.

CVE-2018-4102: Kai Zhao da equipa de segurança da 3H

CVE-2018-4116: @littlelailo, xisigr do Xuanwu Lab da Tencent (tencent.com)

Descargas do Safari

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: na Navegação privada, algumas descargas não foram removidas da lista de descargas

Descrição: existia um problema de divulgação de informações no processamento de descargas na Navegação privada do Safari. Este problema foi resolvido através da validação adicional.

CVE-2018-4186: investigador anónimo

Entrada adicionada a 2 de maio de 2018

Preenchimento automático do início de sessão do Safari

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: um site malicioso poderá conseguir exfiltrar dados preenchidos automaticamente no Safari sem a interação específica do utilizador.

Descrição: o preenchimento automático no Safari não requeria interação prévia explícita do utilizador. Este problema foi resolvido através da heurística melhorada do preenchimento automático.

CVE-2018-4137

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2018-4101: Yuan Deng do Ant-financial Light-Year Security Lab

CVE-2018-4114: descoberto por OSS-Fuzz

CVE-2018-4118: Jun Kokatsu (@shhnjk)

CVE-2018-4119: um investigador anónimo em colaboração com o programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4120: Hanming Zhang (@4shitak4) da Equipa Vulcan da Qihoo 360

CVE-2018-4121: Natalie Silvanovich do Google Project Zero

CVE-2018-4122: WanderingGlitch do programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4125: WanderingGlitch do programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4127: um investigador anónimo em colaboração com o programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4128: Zach Markley

CVE-2018-4129: likemeng do Baidu Security Lab em colaboração com o programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4130: Omair em colaboração com o programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4161: WanderingGlitch do programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4162: WanderingGlitch do programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4163: WanderingGlitch do programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2018-4165: Hanming Zhang (@4shitak4) da Equipa Vulcan da Qihoo 360

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: aceder a um site criado com intuito malicioso poderá provocar um ataque de execução de scripts entre sites

Descrição: existia um problema de execução de scripts entre sites no Safari. Este problema foi resolvido através da validação melhorada de URL.

CVE-2018-4133: Anton Lopanitsyn da Wallarm, Linus Särud da Detectify (detectify.com), Yuji Tounai da NTT Communications Corporation

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: interação inesperada com determinados tipos de indexação que resulta numa falha de confirmação

Descrição: existia um problema de indexação de matriz no processamento de uma função no núcleo do Javascript. Este problema foi resolvido através de verificações melhoradas.

CVE-2018-4113: descoberto por OSS-Fuzz

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá provocar uma recusa de serviço

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através da validação melhorada da entrada.

CVE-2018-4146: descoberto por OSS-Fuzz

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: um site malicioso poderá exfiltrar dados de origens cruzadas

Descrição: existia um problema de origens cruzadas na API de obtenção. Este problema foi resolvido através da validação melhorada da entrada.

CVE-2018-4117: investigador anónimo, investigador anónimo

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: a interação inesperada causa uma falha de confirmação

Descrição: este problema foi resolvido através de verificações melhoradas.

CVE-2018-4207: descoberto por OSS-Fuzz

Entrada adicionada a 2 de maio de 2018

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: a interação inesperada causa uma falha de confirmação

Descrição: este problema foi resolvido através de verificações melhoradas.

CVE-2018-4208: descoberto por OSS-Fuzz

Entrada adicionada a 2 de maio de 2018

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: a interação inesperada causa uma falha de confirmação

Descrição: este problema foi resolvido através de verificações melhoradas.

CVE-2018-4209: descoberto por OSS-Fuzz

Entrada adicionada a 2 de maio de 2018

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: a interação inesperada com tipos de indexação causou uma falha

Descrição: existia um problema de indexação de matriz no processamento de uma função no núcleo do Javascript. Este problema foi resolvido através de verificações melhoradas.

CVE-2018-4210: descoberto por OSS-Fuzz

Entrada adicionada a 2 de maio de 2018

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: a interação inesperada causa uma falha de confirmação

Descrição: este problema foi resolvido através de verificações melhoradas.

CVE-2018-4212: descoberto por OSS-Fuzz

Entrada adicionada a 2 de maio de 2018

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: a interação inesperada causa uma falha de confirmação

Descrição: este problema foi resolvido através de verificações melhoradas.

CVE-2018-4213: descoberto por OSS-Fuzz

Entrada adicionada a 2 de maio de 2018

Agradecimentos adicionais

WebKit

Gostaríamos de agradecer a Johnny Nipper da Equipa de segurança da Tinder pela sua colaboração.

As informações sobre os produtos não fabricados pela Apple ou os sites independentes não controlados ou testados pela Apple são disponibilizadas sem recomendações nem aprovação. A Apple não assume qualquer responsabilidade no que diz respeito à seleção, ao desempenho ou à utilização dos sites ou produtos de terceiros. A Apple não garante a precisão nem a fiabilidade dos sites de terceiros. Existem riscos inerentes à utilização da Internet. Contacte o fornecedor para obter informações adicionais. Outros nomes de empresas e de produtos podem ser marcas comerciais dos respetivos proprietários.

Data de publicação: