Acerca da tecnologia avançada do Face ID

Saiba como o Face ID ajuda a proteger a sua informação no iPhone X.

Uma grande parte das nossas vidas digitais está armazenada no iPhone e é importante proteger essa informação. Da mesma forma que o Touch ID revolucionou a autenticação através de uma impressão digital, o Face ID revoluciona a autenticação através do reconhecimento facial. O Face ID fornece uma autenticação intuitiva e segura através do sistema de câmara de última geração TrueDepth com tecnologias avançadas que permitem mapear com precisão a geometria do seu rosto.

Com um simples olhar, o Face ID desbloqueia de forma segura o iPhone X. Pode utilizá-lo para autorizar compras na iTunes Store, App Store, iBooks Store e pagamentos com o Apple Pay. Os programadores podem ainda permitir que utilize o Face ID para iniciar sessão nas respetivas apps. As apps que já suportam o Touch ID irão suportar automaticamente o Face ID.

Tecnologias avançadas

A tecnologia por detrás do Face ID é um dos tipos de hardware e software mais avançados que alguma vez criámos. A câmara TrueDepth captura dados faciais exatos através da projeção e da análise de mais de 30.000 pontos invisíveis para criar um mapa do seu rosto em profundidade, ao mesmo tempo que captura uma imagem de infravermelhos do seu rosto. Uma parte do motor neural do processador A11 Bionic, protegido pelo Secure Enclave, transforma o mapa em profundidade e a imagem de infravermelhos numa representação matemática e compara-a com os dados faciais registados.

O Face ID adapta-se automaticamente às alterações no seu aspeto, como quando aplica maquilhagem ou deixa crescer a barba. Se existir uma mudança mais significativa no seu aspeto, como a eliminação da barba por completo, o Face ID confirma a sua identidade através do seu código antes de atualizar os dados do seu rosto. O Face ID foi concebido para funcionar com chapéus, cachecóis, óculos, lentes de contacto e muitos modelos de óculos de sol. Além disso, foi concebido para funcionar em áreas interiores, exteriores e até em situações de escuridão total.

Para começar a utilizar o Face ID, tem de começar por registar o seu rosto. Pode fazê-lo durante o processo de configuração inicial ou numa fase posterior, acedendo a Definições > Face ID e código. Para desbloquear o iPhone X com o Face ID, basta olhar para o dispositivo. O Face ID necessita que a câmara TrueDepth veja o seu rosto, quer o iPhone X esteja pousado numa superfície, quer esteja a segurá-lo numa posição natural. A câmara TrueDepth tem um alcance de visualização semelhante ao alcance da câmara frontal quando a utiliza para tirar fotografias ou fazer chamadas FaceTime. O Face ID funciona melhor quando o dispositivo está à distância de um braço, ou menos, do seu rosto (25 a 50 cm de distância do rosto).

A câmara TrueDepth é ativada de forma inteligente, por exemplo, ao levantar o iPhone X para reativá-lo, ao tocar para reativar o ecrã ou a partir de uma notificação recebida que reative o ecrã. Sempre que desbloquear o iPhone X, a câmara TrueDepth reconhece o utilizador através da captura de dados em profundidade exatos e de uma imagem de infravermelhos. Esta informação é comparada com a representação matemática guardada para a autenticação.

Procedimentos de segurança

A segurança é importante para todos nós para proteger a informação contida nos nossos dispositivos. Implementámos algumas medidas importantes para proteger a sua informação, da mesma forma que fizemos com o Touch ID. O Face ID utiliza a câmara TrueDepth e a aprendizagem automática para uma solução de autenticação segura. Os dados do Face ID (incluindo as representações matemáticas do seu rosto) são encriptados e protegidos com uma chave que só está acessível para o Secure Enclave.

A probabilidade de uma pessoa aleatória olhar para o seu iPhone X e desbloqueá-lo através do Face ID é de aproximadamente 1 em 1.000.000 (sendo que era de 1 em 50.000 no caso do Touch ID). Como proteção adicional, o Face ID permite apenas cinco tentativas sem êxito de correspondência antes de solicitar um código. A probabilidade estatística é diferente para gémeos e para irmãos com feições semelhantes às suas e também entre crianças com idade inferior a 13 anos, porque as suas características faciais distintivas podem ainda não se ter desenvolvido plenamente. Se este pormenor o preocupa, recomendamos que utilize um código para a autenticação.

O Face ID estabelece correspondências com informação em profundidade, que não se encontra em fotografias impressas ou digitais em 2D. Foi concebido de modo a proteger contra falsificação (spoofing) com recurso à utilização de máscaras ou de outras técnicas através da utilização de redes neuronais "anti-spoofing" sofisticadas. O Face ID deteta inclusivamente a atenção. Reconhece se os seus olhos estão abertos e a olhar para o dispositivo. Isto torna ainda mais difícil para alguém desbloquear o iPhone sem o seu conhecimento (como, por exemplo, quando está a dormir).

Para utilizar o Face ID, tem de configurar um código no iPhone. Tem de introduzir o seu código para uma validação de segurança adicional quando:

  • O dispositivo acabou de ser ligado ou reiniciado.
  • O dispositivo não foi desbloqueado por um período superior a 48 horas.
  • O código não foi utilizado para desbloquear o dispositivo nos últimos seis dias e meio e o Face ID não desbloqueou o dispositivo nas últimas 4 horas.
  • O dispositivo recebeu um comando de bloqueio remoto.
  • Após cinco tentativas sem êxito de correspondência de um rosto.
  • Depois de iniciar o processo Desligar/SOS emergência ao manter premidos um dos botões de volume e o botão lateral em simultâneo durante 2 segundos.

Se perder o seu dispositivo ou se este tiver sido roubado, pode impedir que o Face ID seja utilizado para o desbloquear através do Modo perdido da funcionalidade Encontrar iPhone.

Privacidade

A privacidade é extremamente importante para a Apple. Os dados do Face ID (incluindo as representações matemáticas do seu rosto) são encriptados e protegidos pelo Secure Enclave. Estes dados serão melhorados e atualizados à medida que utiliza o Face ID para melhorar a sua experiência, incluindo quando efetua a autenticação com êxito. O Face ID também irá atualizar estes dados quando detetar uma correspondência aproximada, mas deverá ser introduzido um código para desbloquear o dispositivo.

Os dados do Face ID não saem do seu dispositivo e nunca são efetuadas cópias de segurança para o iCloud nem para qualquer outro lugar. Esta informação apenas será transferida do seu dispositivo na eventualidade de desejar fornecer os dados de diagnóstico do Face ID à AppleCare para fins de suporte. Mesmo neste caso, os dados não são automaticamente enviados à Apple. Primeiro, poderá rever e aprovar os dados de diagnóstico antes de estes serem enviados.

Se optar por efetuar o registo no Face ID, pode controlar a forma como este é utilizado ou desativá-lo a qualquer momento. Por exemplo, se não quiser utilizar o Face ID para desbloquear o iPhone, aceda a Definições > Face ID e código > Usar Face ID e desative a opção Desbloquear o iPhone. Para desativar o Face ID, aceda a Definições > Face ID e código e toque em Repor Face ID. Ao fazê-lo, irá apagar os dados do Face ID do dispositivo, incluindo as representações matemáticas do seu rosto. Se optar por apagar ou repor o dispositivo através da funcionalidade Encontrar iPhone ou ao apagar todos os conteúdos e definições, todos os dados do Face ID serão apagados.

Mesmo que não efetue o registo no Face ID, a câmara TrueDepth é ativada de forma inteligente para suportar as funcionalidades de deteção de atenção, tais como escurecer o ecrã se não estiver a olhar para o iPhone ou reduzir o volume dos avisos se estiver a olhar para o dispositivo. Por exemplo, durante a utilização do Safari, o dispositivo irá proceder a uma verificação para determinar se está a olhar para o mesmo e desativa o ecrã caso não esteja. Se não quiser utilizar estas funcionalidades, pode aceder a Definições > Face ID e código e desativar as Funcionalidades de deteção de atenção.

Nas apps compatíveis, pode ativar a autenticação através do Face ID. As apps apenas são notificadas quando a autenticação é efetuada com êxito. As apps não conseguem aceder aos dados do Face ID associados ao rosto registado.

Segurança

O iPhone e o sistema de câmara TrueDepth foram amplamente testados e cumprem as normas de segurança internacionais. O sistema de câmara TrueDepth é seguro em condições de utilização normais. O sistema não provocará qualquer tipo de dano aos olhos ou à pele devido à sua baixa potência. É importante saber que os emissores de infravermelhos poderão ficar danificados durante uma reparação ou desmontagem, por isso o iPhone deve receber sempre assistência por parte da Apple ou de um centro de assistência autorizado. O sistema de câmara TrueDepth possui funcionalidades de deteção de adulteração. Se for detetada qualquer adulteração, o sistema poderá ser desativado por motivos de segurança.

Quando visualizado através de determinados tipos de câmaras, pode detetar uma saída de luz da câmara TrueDepth. Isto é expectável, uma vez que algumas câmaras podem detetar luz de infravermelhos. Algumas podem também detetar uma saída de luz ténue da câmara TrueDepth quando visualizada numa divisão muito escura. Isto é expectável em ambientes extremamente escuros.

Acessibilidade

A acessibilidade é uma parte integrante dos produtos Apple. Os utilizadores com limitações físicas podem selecionar as Opções de acessibilidade durante o registo, que não requerem a gama completa de movimentos da cabeça para captarem ângulos diferentes. A sua utilização continua a ser segura, mas exige uma maior consistência na forma como olha para o iPhone X.

O Face ID também possui uma funcionalidade de acessibilidade para utilizadores que sejam cegos ou que tenham visão reduzida. Se não pretender que o Face ID necessite que olhe com os olhos abertos para o iPhone X, aceda a Definições > Geral > Acessibilidade e desative a opção "Pedir atenção para Face ID". Esta funcionalidade é desativada automaticamente quanto ativa o VoiceOver durante a configuração inicial.

Data de publicação: