Acerca dos conteúdos de segurança do iOS 10.2.1

Este documento descreve os conteúdos de segurança do iOS 10.2.1.

Acerca das atualizações de segurança da Apple

Para proteção dos nossos clientes, a Apple não divulga, comenta nem confirma problemas de segurança enquanto não for efetuada uma investigação e não estiverem disponíveis as correções ou versões necessárias. Os lançamentos recentes são apresentados na página Atualizações de segurança da Apple.

Para obter mais informações acerca da segurança, consulte a página Segurança dos produtos Apple. Pode cifrar comunicações com a Apple através da Chave PGP de segurança dos produtos Apple.

Sempre que possível, os documentos de segurança da Apple designam as vulnerabilidades através de ID CVE.

iOS 10.2.1

Data de lançamento: 23 de janeiro de 2017

Servidor APNs

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: um atacante com uma posição privilegiada na rede poderá monitorizar a atividade de um utilizador

Descrição: um certificado de cliente foi enviado em texto simples. Este problema foi resolvido através do processamento melhorado do certificado.

CVE-2017-2383: Matthias Wachs e Quirin Scheitle da Universidade Técnica de Munique (TUM)

Entrada adicionada a 28 de março de 2017

Histórico de chamadas

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: são enviadas para o iCloud atualizações do histórico de chamadas do CallKit

Descrição: existia um problema ao impedir o envio do histórico de chamadas do CallKit para o iCloud. Este problema foi resolvido através da lógica melhorada.

CVE-2017-2375: Elcomsoft

Entrada adicionada a 21 de fevereiro de 2017

Contactos

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: o processamento de uma ficha de contacto criada com intuito malicioso poderá provocar o encerramento inesperado da aplicação

Descrição: existia um problema de validação da entrada na análise de fichas de contacto. Este problema foi resolvido através da validação melhorada da entrada.

CVE-2017-2368: Vincent Desmurs (vincedes3)

Kernel

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: uma aplicação poderá conseguir executar um código arbitrário com privilégios do kernel

Descrição: foi resolvido um problema de ultrapassagem do limite máximo do buffer através do processamento melhorado da memória.

CVE-2017-2370: Ian Beer do Google Project Zero

Kernel

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: uma aplicação poderá conseguir executar um código arbitrário com privilégios do kernel

Descrição: foi resolvido um problema do tipo "use after free" (utilização após libertação de memória) através da gestão melhorada da memória.

CVE-2017-2360: Ian Beer do Google Project Zero

libarchive

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: desempacotar um arquivo criado com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foi resolvido um problema de ultrapassagem do limite máximo do buffer através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-8687: Agostino Sarubbo da Gentoo

Desbloquear com o iPhone

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: o Apple Watch pode desbloquear-se quando não está no pulso do utilizador

Descrição: foi resolvido um problema de lógica através da gestão melhorada do estado.

CVE-2017-2352: Ashley Fernandez da raptAware Pty Ltd

Entrada atualizada a 25 de janeiro de 2017

WebKit

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá exfiltrar dados de origens cruzadas

Descrição: foi resolvido um problema de acesso ao protótipo através do processamento melhorado da exceção.

CVE-2017-2350: Gareth Heyes da Portswigger Web Security

WebKit

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2017-2354: Neymar do Xuanwu Lab da Tencent (tencent.com) em colaboração com o programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2017-2362: Ivan Fratric do Google Project Zero

CVE-2017-2373: Ivan Fratric do Google Project Zero

WebKit

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foi resolvido um problema de inicialização de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2017-2355: Team Pangu e lokihardt no PwnFest 2016

WebKit

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através da validação melhorada da entrada.

CVE-2017-2356: Team Pangu e lokihardt no PwnFest 2016

CVE-2017-2369: Ivan Fratric do Google Project Zero

CVE-2017-2366: Kai Kang do Xuanwu Lab da Tencent (tencent.com)

WebKit

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá exfiltrar dados de origens cruzadas

Descrição: existia um problema de validação no processamento do carregamento de páginas. Este problema foi resolvido através da lógica melhorada.

CVE-2017-2363: lokihardt do Google Project Zero

CVE-2017-2364: lokihardt do Google Project Zero

WebKit

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: um site malicioso pode abrir pop-ups

Descrição: existia um problema no processamento do bloqueio de pop-ups. Este problema foi resolvido através da validação melhorada da entrada.

CVE-2017-2371: lokihardt do Google Project Zero

WebKit

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: o processamento de conteúdos web criados com intuito malicioso poderá exfiltrar dados de origens cruzadas

Descrição: existia um problema de validação no processamento de variáveis. Este problema foi resolvido através da validação melhorada.

CVE-2017-2365: lokihardt do Google Project Zero

Wi-Fi

Disponível para: iPhone 5 e posterior, iPad 4.ª geração e posterior, iPod touch 6.ª geração e posterior

Impacto: um dispositivo com bloqueio de ativação pode ser manipulado para apresentar o ecrã principal durante um curto período de tempo

Descrição: existia um problema com o processamento da atividade do utilizador que fazia com que um dispositivo apresentasse o ecrã principal mesmo com o bloqueio de ativação. Este problema foi resolvido através da validação melhorada da entrada.

CVE-2017-2351: Hemanth Joseph, Sriram (@Sri_Hxor) da Primefort Pvt. Ltd., Mohamd Imran

Entrada atualizada a 21 de fevereiro de 2017

Agradecimentos adicionais

Proteção do Webkit

Gostaríamos de agradecer a Ben Gras, Kaveh Razavi, Erik Bosman, Herbert Bos e Cristiano Giuffrida do grupo vusec da Vrije Universiteit Amsterdam pela sua ajuda.

As informações sobre os produtos não fabricados pela Apple ou os sites independentes não controlados ou testados pela Apple são disponibilizadas sem recomendações nem aprovação. A Apple não assume qualquer responsabilidade no que diz respeito à seleção, ao desempenho ou à utilização dos sites ou produtos de terceiros. A Apple não garante a precisão nem a fiabilidade dos sites de terceiros. Existem riscos inerentes à utilização da Internet. Contacte o fornecedor para obter informações adicionais. Outros nomes de empresas e de produtos podem ser marcas comerciais dos respetivos proprietários.

Data de publicação: