Acerca dos conteúdos de segurança do iOS 9.3.3

Este documento descreve os conteúdos de segurança do iOS 9.3.3.

Acerca das atualizações de segurança da Apple

Para proteção dos nossos clientes, a Apple não divulga, comenta nem confirma problemas de segurança enquanto não for efetuada uma investigação e não estiverem disponíveis as correções ou os lançamentos necessários. Os lançamentos recentes são apresentados na página Atualizações de segurança da Apple.

Para obter mais informações acerca da segurança, consulte a página Segurança dos produtos Apple. Pode cifrar comunicações com a Apple através da Chave PGP de segurança dos produtos Apple.

Sempre que possível, os documentos de segurança da Apple designam as vulnerabilidades através de ID CVE.

iOS 9.3.3

Data de lançamento: 18 de julho de 2016

Calendário

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um convite de calendário criado com intuito malicioso poderá fazer com que um dispositivo reinicie inesperadamente

Descrição: foi resolvido um problema de perda de referência do indicador nulo através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-4605: Dr. Henry Feldman do Beth Israel Deaconess Medical Center

CFNetwork Credentials

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um atacante com uma posição privilegiada na rede poderá conseguir divulgar informações confidenciais de utilizadores

Descrição: existia um problema de downgrade com as credenciais de autenticação HTTP guardadas no Porta-chaves. Este problema foi resolvido através do armazenamento dos tipos de autenticação com as credenciais.

CVE-2016-4644: Jerry Decime com a coordenação da CERT

CFNetwork Proxies

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um atacante com uma posição privilegiada na rede poderá conseguir divulgar informações confidenciais de utilizadores

Descrição: existia um problema de validação na análise de respostas 407. Este problema foi resolvido através da validação melhorada da resposta.

CVE-2016-4643: Xiaofeng Zheng da Blue Lotus Team, Universidade de Tsinghua, e Jerry Decime com a coordenação da CERT

CFNetwork Proxies

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: uma aplicação poderá enviar inadvertidamente uma palavra-passe não cifrada através da rede

Descrição: a autenticação proxy reportava incorretamente que os proxies HTTP recebiam as credenciais em segurança. Este problema foi resolvido através de avisos melhorados.

CVE-2016-4642: Jerry Decime com a coordenação da CERT

CoreGraphics

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um atacante remoto poderá conseguir executar um código arbitrário

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-4637: Tyler Bohan da Cisco Talos (talosintel.com/vulnerability-reports)

FaceTime

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um atacante com uma posição privilegiada na rede poderá conseguir que uma chamada retransmitida continue a transmitir áudio apesar de a chamada ser apresentada como tendo sido terminada

Descrição: existiam inconsistências no processamento de chamadas retransmitidas pela interface do utilizador. Estes problemas foram resolvidos através de uma melhoria na lógica de apresentação do FaceTime.

CVE-2016-4635: Martin Vigo

GasGauge

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: uma aplicação maliciosa poderá conseguir executar um código arbitrário com privilégios do kernel

Descrição: existia um problema de corrupção de memória no kernel. Este problema foi resolvido através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-7576: qwertyoruiop

Entrada adicionada a 27 de setembro de 2016

ImageIO

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um atacante remoto poderá conseguir provocar uma recusa de serviço

Descrição: foi resolvido um problema de consumo de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-4632: Evgeny Sidorov da Yandex

ImageIO

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um atacante remoto poderá conseguir executar um código arbitrário

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-4631: Tyler Bohan da Cisco Talos (talosintel.com/vulnerability-reports)

ImageIO

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: o processamento de uma imagem criada com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foi resolvido um problema de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-7705: Craig Young da Tripwire VERT

Entrada adicionada a 30 de novembro de 2017

IOAcceleratorFamily

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um utilizador local poderá conseguir ler a memória do kernel

Descrição: foi resolvido um problema de leitura fora dos limites através da verificação melhorada dos limites.

CVE-2016-4628: Ju Zhu da Trend Micro

IOAcceleratorFamily

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um utilizador local poderá conseguir executar um código arbitrário com privilégios do kernel

Descrição: foi resolvido um problema de perda de referência do indicador nulo através da validação melhorada.

CVE-2016-4627: Ju Zhu da Trend Micro

IOHIDFamily

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um utilizador local poderá conseguir executar um código arbitrário com privilégios do kernel

Descrição: foi resolvido um problema de perda de referência do indicador nulo através da validação melhorada da entrada.

CVE-2016-4626: Stefan Esser da SektionEins

Kernel

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um utilizador local poderá conseguir executar um código arbitrário com privilégios do kernel

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-1863: Ian Beer do Google Project Zero

CVE-2016-4653: Ju Zhu da Trend Micro

CVE-2016-4582: Shrek_wzw e Proteas da Equipa Nirvan da Qihoo 360

Kernel

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um utilizador local poderá conseguir provocar uma recusa de serviço do sistema

Descrição: foi resolvido um problema de perda de referência do indicador nulo através da validação melhorada da entrada.

CVE-2016-1865: CESG, Marco Grassi (@marcograss) da KeenLab (@keen_lab), Tencent

Libc

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um atacante remoto poderá conseguir provocar o encerramento inesperado da aplicação ou a execução de um código arbitrário

Descrição: existia um problema de ultrapassagem do limite máximo do buffer na função "link_ntoa()" no linkaddr.c. Este problema foi resolvido através da verificação adicional dos limites.

CVE-2016-6559: Apple

Entrada adicionada a 10 de janeiro de 2017

libxml2

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: várias vulnerabilidades no libxml2

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2015-8317: Hanno Boeck

CVE-2016-1836: Wei Lei e Liu Yang da Nanyang Technological University

CVE-2016-4447: Wei Lei e Liu Yang da Nanyang Technological University

CVE-2016-4448: Apple

CVE-2016-4483: Gustavo Grieco

CVE-2016-4614: Nick Wellnhofer

CVE-2016-4615: Nick Wellnhofer

CVE-2016-4616: Michael Paddon

Entrada atualizada a 4 de junho de 2017

libxml2

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: analisar um documento XML criado com intuito malicioso poderá provocar a divulgação de informações dos utilizadores

Descrição: existia um problema de acesso na análise de ficheiros XML criados com intuito malicioso. Este problema foi resolvido através da validação melhorada da entrada.

CVE-2016-4449: Kostya Serebryany

libxslt

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: várias vulnerabilidades no libxslt

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-1683: Nicolas Grégoire

CVE-2016-1684: Nicolas Grégoire

CVE-2016-4607: Nick Wellnhofer

CVE-2016-4608: Nicolas Grégoire

CVE-2016-4609: Nick Wellnhofer

CVE-2016-4610: Nick Wellnhofer

Entrada atualizada a 11 de abril de 2017

Safari

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: aceder a um site malicioso poderá provocar a falsificação da interface do utilizador

Descrição: o redirecionamento de respostas para portas inválidas poderá permitir a um site malicioso apresentar um domínio arbitrário durante a apresentação de conteúdos arbitrários. Este problema foi resolvido através de uma melhoria na lógica de apresentação de URL.

CVE-2016-4604: xisigr do Xuanwu Lab da Tencent (www.tencent.com)

Perfis do ambiente Sandbox

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: uma aplicação local poderá conseguir aceder à lista de processos

Descrição: existia um problema de acesso com chamadas API privilegiadas. Este problema foi resolvido através de restrições adicionais.

CVE-2016-4594: Stefan Esser da SektionEins

Contactos do Siri

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: uma pessoa com acesso físico a um dispositivo poderá conseguir visualizar informações de contacto privadas

Descrição: existia um problema de privacidade no processamento de fichas de contacto. Este problema foi resolvido através da gestão melhorada do estado.

CVE-2016-4593: Pedro Pinheiro (facebook.com/pedro.pinheiro.1996)

Multimédia da web

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: visualizar um vídeo no modo Navegação privada do Safari apresenta o URL do vídeo fora do modo Navegação privada

Descrição: existia um problema de privacidade no processamento de dados de utilizadores pelo Controlador da vista do Safari. Este problema foi resolvido através da gestão melhorada do estado.

CVE-2016-4603: Brian Porter (@portex33)

WebKit

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: aceder a um site criado com intuito malicioso poderá provocar a divulgação da memória de processamento

Descrição: foi resolvido um problema de inicialização de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-4587: Apple

WebKit

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: aceder a um site malicioso poderá provocar a divulgação de dados de imagens de outro site

Descrição: existia um problema de temporização no processamento de SVG. Este problema foi resolvido através da validação melhorada.

CVE-2016-4583: Roeland Krak

WebKit

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: aceder a um site criado com intuito malicioso poderá provocar a divulgação de dados confidenciais

Descrição: existia um problema de permissões no processamento da variável de localização. Este problema foi resolvido através da verificação adicional de propriedade.

CVE-2016-4591: ma.la da LINE Corporation

WebKit

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: visitar um site criado com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-4589: Tongbo Luo e Bo Qu da Palo Alto Networks

CVE-2016-4622: Samuel Gross em colaboração com o programa Zero Day Initiative da Trend Micro

CVE-2016-4623: Apple

CVE-2016-4624: Apple

WebKit

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: aceder a um site malicioso poderá provocar a falsificação da interface do utilizador

Descrição: existia um problema de herança de origem na análise de URL "about:". Este problema foi resolvido através da validação melhorada das origens de segurança.

CVE-2016-4590: xisigr do Xuanwu Lab da Tencent (www.tencent.com)

WebKit

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: aceder a uma página web criada com intuito malicioso poderá provocar uma recusa de serviço do sistema

Descrição: foi resolvido um problema de consumo de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-4592: Mikhail

Enlaces de JavaScript do WebKit

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: aceder a um site criado com intuito malicioso poderá provocar a execução de scripts no contexto de um serviço não-HTTP

Descrição: existia um problema de execução de scripts entre sites e entre protocolos (XPXSS) no Safari ao enviar formulários a serviços não-HTTP compatíveis com HTTP/0.9. Este problema foi resolvido através da desativação de scripts e plug-ins de recursos carregados através de HTTP/0.9.

CVE-2016-4651: Obscure

Carregamento de páginas do WebKit

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: um site malicioso poderá exfiltrar dados de origens cruzadas

Descrição: existia um problema de execução de scripts entre sites no redirecionamento de URL do Safari. Este problema foi resolvido através da validação melhorada de URL no redirecionamento.

CVE-2016-4585: Takeshi Terada da Mitsui Bussan Secure Directions, Inc. (www.mbsd.jp)

Carregamento de páginas do WebKit

Disponível para: iPhone 4s e posterior, iPod touch (5.ª geração) e posterior, iPad 2 e posterior

Impacto: visitar um site criado com intuito malicioso poderá provocar a execução de um código arbitrário

Descrição: foram resolvidos vários problemas de corrupção de memória através do processamento melhorado da memória.

CVE-2016-4584: Chris Vienneau

As informações sobre os produtos não fabricados pela Apple ou os sites independentes não controlados ou testados pela Apple são disponibilizadas sem recomendações nem aprovação. A Apple não assume qualquer responsabilidade no que diz respeito à seleção, ao desempenho ou à utilização dos sites ou produtos de terceiros. A Apple não garante a precisão nem a fiabilidade dos sites de terceiros. Existem riscos inerentes à utilização da Internet. Contacte o fornecedor para obter informações adicionais. Outros nomes de empresas e de produtos podem ser marcas comerciais dos respetivos proprietários.

Data de publicação: