Sobre o conteúdo de segurança do Safari 11.1.1

Este documento descreve o conteúdo de segurança do Safari 11.1.1.

Sobre as atualizações de segurança da Apple

Para garantir a proteção dos clientes, a Apple não divulga, não discute, nem confirma problemas de segurança até que uma investigação seja conduzida e as correções ou versões estejam disponíveis. As versões recentes estão indicadas na página Atualizações de segurança da Apple.

Para obter mais informações sobre segurança, consulte a página sobre segurança de produtos Apple. É possível criptografar as comunicações com a Apple usando a Chave PGP de Segurança do Produto Apple.

Os documentos de segurança da Apple mencionam vulnerabilidades por meio do ID de CVE quando possível.

Safari 11.1.1

Lançado em 1º de junho de 2018

Safari

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: um site malicioso pode causar uma negação de serviço

Descrição: um problema de negação de serviço foi resolvido por meio de melhorias na validação.

CVE-2018-4247: François Renaud e Jesse Viviano da Verizon Enterprise Solutions

Safari

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: acessar um site malicioso pode levar à falsificação da barra de endereços

Descrição: um problema de interface de usuário inconsistente foi resolvido por meio de melhorias no gerenciamento de estados.

CVE-2018-4205: xisigr do Xuanwu Lab da Tencent (tencent.com)

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: acessar um site criado com códigos maliciosos pode causar a substituição de cookies

Descrição: havia um problema de permissões no processamento de cookies de um navegador. Esse problema foi resolvido por meio de melhorias nas restrições.

CVE-2018-4232: pesquisador anônimo, Aymeric Chaib

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: processar conteúdo da web criado com códigos maliciosos pode causar a execução arbitrária de códigos

Descrição: um problema de confusão de tipos foi resolvido por meio de melhorias no processamento da memória.

CVE-2018-4246: encontrado por OSS-Fuzz

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: processar conteúdo da web criado com códigos maliciosos pode causar a execução arbitrária de códigos

Descrição: uma condição de corrida foi resolvida por meio de melhorias no bloqueio.

CVE-2018-4192: Markus Gaasedelen, Nick Burnett e Patrick Biernat da Ret2 Systems, Inc em parceria com a Zero Day Initiative da Trend Micro

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: acessar um site malicioso pode levar à falsificação da barra de endereços

Descrição: um problema de interface de usuário inconsistente foi resolvido por meio de melhorias no gerenciamento de estados.

CVE-2018-4188: YoKo Kho (@YoKoAcc) da Mitra Integrasi Informatika, PT

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: processar conteúdo da web criado com códigos maliciosos pode causar uma falha inesperada no Safari

Descrição: um problema de memória corrompida foi resolvido por meio de melhorias na validação de entradas.

CVE-2018-4214: encontrado por OSS-Fuzz

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: processar conteúdo da web criado com códigos maliciosos pode causar a execução arbitrária de códigos

Descrição: vários problemas de memória corrompida foram resolvidos por meio de melhorias no processamento da memória.

CVE-2018-4201: pesquisador anônimo

CVE-2018-4218: Natalie Silvanovich do Google Project Zero

CVE-2018-4233: Samuel Groß (@5aelo) em parceria com a Zero Day Initiative da Trend Micro

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: processar conteúdo da web criado com códigos maliciosos pode causar a execução arbitrária de códigos

Descrição: um problema de estouro de buffer foi resolvido por meio de melhorias no processamento da memória.

CVE-2018-4199: Alex Plaskett, Georgi Geshev e Fabi Beterke da MWR Labs em parceria com a Zero Day Initiative da Trend Micro

Entrada atualizada em 14 de junho de 2018

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: acessar um site criado com códigos maliciosos pode causar o vazamento de dados confidenciais

Descrição: ocorria o envio inesperado de credenciais durante a obtenção de imagens de máscaras CSS. Esse problema foi resolvido usando um método de obtenção habilitado por CORS.

CVE-2018-4190: Jun Kokatsu (@shhnjk)

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: processar conteúdo da web criado com códigos maliciosos pode causar a execução arbitrária de códigos

Descrição: um problema de leitura fora dos limites foi resolvido por meio de melhorias na validação de entradas.

CVE-2018-4222: Natalie Silvanovich do Google Project Zero

WebKit

Disponível para: OS X El Capitan 10.11.6, macOS Sierra 10.12.6 e macOS High Sierra 10.13.4

Impacto: acessar um site malicioso pode levar à falsificação da barra de endereços

Descrição: havia um problema de falsificação no processamento de URLs. Esse problema foi resolvido por meio de melhorias na validação de entradas.

CVE-2018-4277: xisigr do Xuanwu Lab da Tencent (tencent.com)

Entrada adicionada em 10 de julho de 2018

As informações sobre produtos não fabricados pela Apple, ou sites independentes não controlados nem testados pela Apple, são fornecidas sem recomendação ou endosso. A Apple não assume responsabilidade alguma com relação à escolha, ao desempenho ou ao uso de sites ou produtos de terceiros. A Apple não garante a precisão nem a confiabilidade de sites de terceiros. Os riscos são inerentes ao uso da internet. Entre em contato com o fornecedor para obter mais informações. Nomes de outras empresas e produtos podem ser marcas registradas de seus respectivos proprietários.

Data da publicação: