Sobre a tecnologia de segurança avançada do Touch ID

Saiba como o Touch ID ajuda a proteger as informações do iPhone, iPad e MacBook Pro.

Muitas informações sobre nossas vidas digitais estão armazenadas em nossos dispositivos Apple. Por isso, recomendamos que você sempre use um código ou uma senha para ajudar a proteger essas informações importantes e sua privacidade. O Touch ID no iPhone, iPad e MacBook Pro é uma maneira fácil de usar sua impressão digital em vez de uma senha para diversas operações comuns. Com apenas um toque no botão de Início, o sensor lê rapidamente sua impressão digital e desbloqueia o dispositivo de maneira automática. É possível usá-lo para autorizar compras na iTunes Store, App Store, iBooks Store e no Apple Pay. Os desenvolvedores também podem permitir o uso do Touch ID em seus apps.

Tecnologias avançadas

A tecnologia incorporada ao Touch ID está entre as mais avançadas de hardware e software que já colocamos em um dispositivo. O botão é feito de cristal de safira, um dos materiais mais transparentes e resistentes que existem. Isso protege o sensor e age como uma lente para focar com precisão em seu dedo. No iPhone e no iPad, o anel de aço em torno do botão detecta seu dedo e diz ao Touch ID para começar a leitura da impressão digital. 

O sensor usa toque capacitivo avançado para gerar uma imagem de alta resolução, incluindo todas as pequenas seções da impressão digital a partir das camadas subepidérmicas da pele. Em seguida, o Touch ID analisa essas informações de forma inteligente, com alto nível de detalhamento e precisão. Ele classifica sua impressão digital como um dos três tipos básicos: arco, laço ou espiral. Ele também mapeia detalhes individuais nas cristas que são pequenos demais para serem vistos pelo olho humano, inclusive inspeciona variações na direção das cristas causadas por poros e estruturas de borda.

O Touch ID pode ler várias impressões digitais, além de ler impressões digitais em 360 graus de orientação. Em seguida, ele cria uma representação matemática da sua impressão digital e a compara com os dados registrados para identificar a correspondência e desbloquear seu dispositivo. Apenas a representação matemática de sua impressão digital é armazenada, e nunca as imagens do próprio dedo. O Touch ID atualiza aos poucos a representação matemática das impressões digitais registradas para melhorar a precisão de correspondência com o passar do tempo.

Medidas de segurança

Cada impressão digital é única, assim, é muito difícil que até mesmo uma pequena seção de duas impressões digitais separadas sejam similares o suficiente para serem registradas como uma correspondência no Touch ID. A probabilidade de isso acontecer é de uma em 50.000 para um único dedo registrado. O Touch ID permite no máximo cinco tentativas incorretas de acesso por impressão digital. Depois disso, é necessário digitar a senha. Comparativamente, as chances de acerto de um código de quatro dígitos comum são de uma em 10.000. Embora alguns códigos, como "1234", possam ser facilmente adivinhados, não existe a possibilidade de um padrão de impressão digital ser facilmente adivinhado.

Para começar a usar o Touch ID, primeiro é necessário definir um código no iPhone ou iPad (ou uma senha no Mac). Você deverá inserir o código ou a senha para fazer validações de segurança adicionais:

  • após reiniciar o iPhone, iPad ou Mac;
  • quando tiverem se passado mais de 48 horas da última vez que você desbloqueou o dispositivo;
  • para adicionar ou apagar uma impressão digital para ser usada com o Touch ID; 
  • para alterar o código do iPhone ou iPad ou a senha do sistema do Mac e para outros ajustes de segurança como o FileVault no Mac;
  • quando tiverem sido feitas mais de cinco tentativas seguidas de autorização não reconhecidas do Touch ID e 
  • após finalizar a sessão no Mac. 

Para melhorar a segurança, escolha uma senha alfanumérica que seja longa e complexa. No iPhone ou iPad, toque em "Opções de Código" e selecione "Código Alfanumérico Personalizado".

Se seu dispositivo for perdido ou roubado, você poderá impedir o uso do Touch ID para desbloqueá-lo com o modo Perdido do Buscar iPhone. A partir do iOS 7, o iPhone e o iPad começaram a oferecer proteção adicional contra roubo com o Bloqueio de Ativação, que requer um ID Apple e uma senha para desativar o Buscar iPhone, apagar dados ou reativar um dispositivo. Caso seu MacBook Pro com Touch ID seja perdido ou roubado, apagar o Mac remotamente também desativa o Touch ID.

Também é possível usar o Touch ID para comprar conteúdo da iTunes Store, App Store e iBooks Store em vez de inserir a senha do ID Apple.

O Touch ID pode ser usado por vários usuários em um MacBook Pro, facilitando o compartilhamento de um sistema de maneira segura. Cada conta de usuário pode ter o registro de até três impressões digitais e um total de cinco impressões digitais pode ser registrado no sistema.

Secure Enclave

O chip do dispositivo inclui uma arquitetura de segurança avançada chamada Secure Enclave, que foi desenvolvida para proteger os dados do código e da impressão digital. O Touch ID não armazena imagens de sua impressão digital e conta apenas com uma representação matemática. Não é possível fazer engenharia reversa da imagem de sua impressão digital a partir desses dados armazenados.

Os dados de sua impressão digital são criptografados, armazenados em um dispositivo e protegidos com uma chave disponível apenas para o Secure Enclave. Os dados de sua impressão digital são usados apenas pelo Secure Enclave para confirmar se sua impressão digital coincide com os dados registrados. Esses dados não podem ser acessados pelo OS em seu dispositivo nem por outros aplicativos instalados nele. Esses dados nunca são armazenados nos servidores da Apple nem salvos em backups do iCloud ou em outros locais e não podem ser usados para fazer correspondência com outros bancos de dados de impressões digitais.

Saiba mais

Saiba como usar o Touch ID no iPhone ou iPad ou no MacBook Pro.
Saiba o que fazer caso seu dispositivo seja perdido ou roubado.

Data da publicação: