Adicionar cotações e taxas de câmbio atuais às folhas de cálculo no Numbers

Quer esteja a acompanhar investimentos para a reforma, a poupar para tirar um curso superior ou a efetuar pesquisa financeira, utilize o Numbers para criar folhas de cálculo que obtêm o desempenho e o histórico da bolsa, bem como as taxas de câmbio, diretamente da Internet. 

Adicionar informações da bolsa à folha de cálculo

  1. Toque ou clique na célula à qual pretende adicionar informações da bolsa.1 
    • No iPhone, iPad, ou iPod touch, toque em  > Cotação. Poderá ter de passar o dedo para cima para ver a opção.

    • No Mac, clique em  e, em seguida, selecione Cotação.
  2. Escolha um título a partir da lista. Se pretender pesquisar um título específico, introduza o nome da empresa ou o símbolo do título. 
  3. Escolha o atributo que pretende acompanhar. 
    • No iPhone, iPad ou iPod touch, toque no atributo que pretende acompanhar nesta célula. O atributo que está a acompanhar tem um  do lado esquerdo. Toque em OK.
    • No menu pop-up Atributo do Mac, escolha as informações que pretende acompanhar nesta célula. Clique fora da caixa de diálogo.

Pode também inserir as informações da bolsa numa célula utilizando a fórmula COTAÇÃO. Se pretender ver informações atualizadas a partir do fecho de sessão do dia anterior ou alterar o atributo que está a acompanhar, faça duplo clique na célula. Se pretender editar COTAÇÃO como uma fórmula, faça duplo clique na cotação e, em seguida, clique em Editar como fórmula.

1Tem de estar ligado à Internet para adicionar informações da bolsa. Se a opção Cotação estiver a cinzento, a ligação à Internet pode não estar disponível. Verifique a ligação de rede. Quando estiver offline, as células que obtêm ativamente informações da Internet estarão vazias.

Atributos de cotação que pode acompanhar

Quando editar a fórmula a COTAÇÃO, pode utilizar qualquer uma destas cadeias ou números para apresentar diferentes conjuntos de dados:

  • “preço” (0 ou ignorado): a cotação por ação do título especificado à hora do fecho de sessão do mercado no dia anterior.
  • "nome" (1): a designação completa do título ou da empresa.
  • “variação” (2): a diferença entre o valor da última transação do mercado no dia anterior e a cotação de fecho do mercado no dia antes desse. Se o título não tiver sido transacionado nesse intervalo, a variação é “0”.
  • “variação percentual” (3): a variação em percentagem da cotação à hora de fecho do mercado nas duas sessões anteriores.
  • “abertura” (4): a cotação inicial do título à hora de abertura do mercado da sessão anterior.
  • “máximo” (5): a cotação máxima atingida pelo título na sessão anterior.
  • “mínimo” (6): a cotação mínima atingida pelo título na sessão anterior.
  • “cap. bolsista” (7): o valor de mercado total de todas as ações em circulação do título na sessão anterior. Este valor é calculado através da multiplicação do número total de ações em circulação pela cotação por ação.
  • “volume” (8): o número de ações do título que foram transacionadas na sessão anterior.
  • "rendimento" (9): a proporção dos dividendos anuais do título (em dinheiro) por ação sob a forma de percentagem do preço da ação.
  • "alvo a 1 ano" (10): a estimativa do preço alvo a um ano, que corresponde ao preço alvo mediano com base nas projeções feitas por analistas financeiros.
  • "máx. últimas 52 semanas" (11): o preço máximo atingido pelo título nas últimas 52 semanas.
  • "mín. últimas 52 semanas" (12): o preço mínimo atingido pelo título nas últimas 52 semanas.
  • "volume médio 3 meses" (15): a média mensal do volume de transações acumulado durante os últimos três meses dividido por 22 dias.
  • "beta" (16): a determinação da volatilidade (risco sistemático) de um valor mobiliário ou mercadoria em comparação com o mercado em geral.
  • "moeda" (19): a moeda em que o título é negociado.
  • "dividendos anuais" (20): o montante dos dividendos anuais (em dinheiro) por ação.
  • "eps" (21): lucros por ação (earnings per share), calculados através da divisão dos lucros totais da empresa pelo número de ações em circulação (detidas por todos os acionistas).
  • "bolsa" (22): a bolsa de valores em que o título é transacionado (por exemplo, NYSE, NASDAQ, Euronext, etc.).
  • "índice p/l" (23): a relação entre preço e lucro, que é calculada através da divisão do preço de mercado atual do título pelo lucro por ação dos últimos 12 meses.
  • "fecho anterior" (24): a cotação final do título na sessão anterior à última transação registada.
  • "símbolo" (25): o símbolo (ticker) que identifica um título de forma única.

Acompanhar o histórico de cotações

Se pretender acompanhar o histórico de uma cotação específica, utilize COTAÇÃOH. Quando adiciona a fórmula, tem de definir os seguintes atributos:

  • Símbolo: abreviatura que identifica de forma única as ações cotadas em bolsa de um título num mercado acionista específico, inseridas entre aspas, ou uma referência a uma célula que contém o símbolo.
  • Atributo: um valor opcional a especificar a cotação a devolver. O Numbers sugere automaticamente o "fecho". Em vez da opção de fecho, pode escolher as opções abertura, máximo, mínimo ou volume.
  • Data: a data para a qual pretende obter informação histórica sobre cotações.

Adicionar taxas de câmbio à folha de cálculo

Pode utilizar a fórmula VALOR.MOEDA para obter os dados sobre taxas de câmbio a partir da Internet e utilizá-los na sua folha de cálculo. Quando adiciona a fórmula, tem de definir os seguintes atributos:

  • Moeda-1: este é o código da moeda de origem da conversão. Coloque a cadeia entre aspas.
  • Moeda-2: este é o código da moeda de destino da conversão. Coloque a cadeia entre aspas.

Para o terceiro atributo, o Numbers sugere automaticamente "preço". Se inserir 0 ou ignorar completamente este elemento, a célula apresenta a taxa de câmbio de moeda-1 para moeda-2, expressa como moeda-2.

 

Atributos de moeda que pode acompanhar

Quando edita a fórmula, pode utilizar qualquer uma destas cadeias ou números para apresentar diferentes conjuntos de dados:

  • "nome" (1): os códigos das moedas especificadas, apresentados na fórmula de cálculo da taxa de câmbio.
  • “variação” (2): a diferença entre as taxas de câmbio à hora de fecho do mercado dos dois dias úteis anteriores.
  • "variação percentual" (3): a variação em percentagem da taxa de câmbio à hora de fecho do mercado nas duas sessões anteriores.
  • “abertura” (4): a taxa de câmbio à hora de abertura do mercado no dia útil anterior.
  • “máximo” (5): a taxa de câmbio máxima atingida no dia útil anterior.
  • “mínimo” (6): a taxa de câmbio mínima atingida no dia útil anterior.
  • "máx. últimas 52 semanas" (7): a taxa de câmbio máxima atingida nas últimas 52 semanas.
  • "mín. últimas 52 semanas" (8): a taxa de câmbio mínima atingida nas últimas 52 semanas.

Acompanhar o histórico de moeda

Se pretender acompanhar o histórico de uma moeda específica, utilize VALOR.MOEDAH. Quando adiciona a fórmula, tem de definir os seguintes atributos:

  • Moeda-1: o código da moeda de origem da conversão. moeda‑1 é uma cadeia que deve ser inserida entre aspas.
  • Moeda-2: o código da moeda de destino da conversão. moeda‑2 é uma cadeia que deve ser inserida entre aspas.
  • Atributo: um valor opcional a especificar o atributo de moeda a devolver. O Numbers sugere automaticamente o "fecho". Em vez da opção de fecho, pode escolher as opções abertura, máximo, mínimo ou qualquer outro atributo de moeda (consulte Atributos de moeda que pode acompanhar). 
  • Data: a data para a qual pretende obter informação histórica sobre taxas de câmbio.

 

 

Data de publicação: