Acerca do roaming sem fios para empresas

Saiba como os dispositivos iOS e iPadOS efetuam o roaming num ambiente de Wi-Fi empresarial.


Este artigo destina-se a administradores do sistema de uma escola, empresa ou outra organização.

Esta informação aplica-se aos seguintes dispositivos iOS ou iPadOS:

  • iPhone 5s e posterior 
  • iPod touch (6.ª geração)
  • iPad Pro e posterior
  • iPad Air e posterior
  • iPad mini 2 e posterior
  • iPad (5.ª geração ou posterior)

Origem do limite

Este é o nível de sinal mínimo que um cliente requer para manter a ligação. 

O iPhone, o iPad e o iPod touch monitorizam e mantêm a ligação do BSSID (Basic Service Set Identifier) até o RSSI (Received Signal Strength Indicator) ser superior a -70 dBm. Em seguida, o dispositivo verifica os BSSID de candidatos ao roaming para o novo ESSID (Extended Service Set Identifier).

É importante considerar estas informações ao criar células sem fios e calcular a sobreposição do sinal. Por exemplo, pode criar células de 5 GHz que têm uma sobreposição de -67 dBm. Neste caso, o dispositivo permanecerá ligado ao BSSID mais tempo do que o esperado. Isto acontece porque o dispositivo utiliza -70 dBm como origem. Se o RSSI do BSSID for superior a -65 dBm, o dispositivo prefere uma rede de 5 GHz.

Certifique-se de que utiliza o dispositivo de destino para medir a sobreposição da célula. As antenas dos portáteis são maiores e mais potentes do que as de um smartphone ou tablet. Se utilizar um portátil para medir a sobreposição, os dispositivos iPhone e iPad terão diferentes limites de células do que o esperado.

Pesquisa de roaming

Isto ocorre quando as estações procuram pontos de acesso (AP) que suportam o ESSID atual. As estações procuram todos os canais disponíveis na banda 2,4 GHz ou na banda 5 GHz.

A pesquisa de roaming funciona mais rapidamente se ativar o 802.11k no seu painel de controlo. Isto é útil porque o iPhone, o iPad e o iPod touch utilizam as primeiras seis entradas no relatório (neighbor report) e reveem-nas para dar prioridade à pesquisa. Se não ativar o 802.11k, o iOS terá de efetuar uma pesquisa mais metódica. Esta operação pode adicionar vários segundos ao processo de deteção.

Por exemplo, um utilizador que esteja a efetuar uma chamada pode dirigir-se para o outro lado do edifício. Quando o dispositivo passa o limite de -70 dBm, procura destinos de roaming. Se utilizar o relatório (neighbor report) que o 802.11k fornece, encontra AP que suportam o ESSID atual em três canais. O relatório pesquisa imediatamente esses canais, procura o AP num canal com a força de sinal apropriada e efetua o roaming. Se não ativar o 802.11k, o cliente tem de verificar cada canal de cada banda para procurar um destino de roaming. Esta operação pode adicionar vários segundos ao processo.

Critérios de seleção para candidatos ao roaming

Estas informações podem ajudar a criar uma rede sem fios que suporte serviços em tempo real, como, por exemplo, de voz e vídeo. 

O iOS e o iPadOS selecionam os BSSID de destino com base nas seguintes situações:

  • Se o cliente transmitir ou receber uma série de pacotes de dados 802.11
  • A diferença da força do sinal comparativamente ao RSSI do BSSID atual

Quando o dispositivo envia ou recebe dados, seleciona os BSSID de destino cujo RSSI é de 8 dB ou superior ao do RSSI atual do BSSID. Quando o dispositivo não envia ou recebe dados, utilize um diferencial de 12 dB.

Por exemplo, o RSSI da ligação atual pode descer para -75 dBm durante uma chamada de voz por WLAN (VoWLAN). Quando tal acontecer, o dispositivo procura posteriormente os BSSID que têm um RSSI de, no mínimo, -67 dBm.

Se a chamada terminar e o dispositivo parar de enviar ou receber dados, o dispositivo procura os BSSID que têm um RSSI de, no mínimo, -63 dBm. Tenha em atenção que os quadros de gestão e controlo do 802.11 não são contabilizados como dados. 

Desempenho do roaming

O "desempenho do roaming" é a quantidade de tempo de que um cliente precisa para a autenticação de um novo BSSID. Para autenticar, o cliente deve encontrar um candidato ao roaming válido e, em seguida, concluir o processo de roaming rapidamente. Caso contrário, o utilizador terá interrupções no serviço. 

O roaming ocorre quando o cliente efetua a autenticação no novo BSSID e anula a autenticação no BSSID atual. A quantidade de tempo que esta operação demora depende do método de segurança e de autenticação utilizado.

Se utilizar a autenticação baseada em 802.1X, o cliente deve completar a substituição da chave EAP antes de anular a autenticação no BSSID atual. Isto pode demorar vários segundos, dependendo da infraestrutura de autenticação do ambiente. Quando tal acontecer, o utilizador terá uma interrupção do serviço.

Se utilizar a autenticação baseada em 802.11r, o cliente pode efetuar a pré-autenticação em potenciais pontos de acesso. Isto reduz o tempo de autenticação para milissegundos e é improvável que o utilizador tenha uma interrupção do serviço.

Utilizar a pesquisa de Wi-Fi no Utilitário AirPort

app Utilitário AirPort inclui uma pesquisa de Wi-Fi que regista a visualização da rede do dispositivo. Os administradores podem utilizá-la para validar a visualização da rede do cliente numa localização específica.

Para obter resultados precisos, utilize a pesquisa de Wi-Fi no mesmo modelo do iPhone, iPad ou iPod touch que será usado pelos utilizadores.

  1. No iPhone, iPad ou iPod touch, aceda a Definições, toque em Utilitário AirPort e, em seguida, ative a pesquisa de Wi-Fi.
  2. Abra a app Utilitário AirPort e toque na pesquisa de Wi-Fi.
  3. Utilize o nivelador para configurar a duração da pesquisa para até 60 segundos. Por predefinição, a pesquisa de Wi-Fi funciona continuamente. 
  4. Para iniciar a pesquisa, toque em Scan (Pesquisar). O Utilitário AirPort apresenta todos os SSID encontrados. Isto inclui redes ocultas que aparecem como "Network name unavailable" (Nome de rede indisponível).

    O Utilitário AirPort pesquisa todas as bandas disponíveis em intervalos de quatro segundos. As redes empresariais com vários pontos de acesso são agrupadas por BSSID. A pesquisa apresenta informações sobre:
    • SSID
    • BSSID
    • Último RSSI
    • Canal
    • Última vez encontrado
  5. Para visualizar um registo de rastreio dos resultados de pesquisa de SSID e BSSID, toque em SSID. O registo de rastreio apresenta a data juntamente com o canal e o RSSI.
  6. Depois da pesquisa, pode partilhar os resultados. Toque no botão Partilhar  e selecione uma destas opções:
    • AirDrop
    • Mensagem
    • Mail
    • Copiar

O Utilitário AirPort envia os resultados como uma lista separada por vírgulas:

SSID, BSS, RSSI, Canal, hora

"ACES", "18:64:72:D3:E9:40", "-57", "11", "12:02:03 PM"

"Cuba", "F8:1E:DF:F9:56:BC", "-53", "149", "12:02:03 PM"

"ACES", "18:64:72:D3:E9:50", "-63", "149", "12:02:03 PM"

"Cuba", "F8:1E:DF:F9:56:BB", "-69", "11", "12:02:03 PM"

"ACES", "18:64:72:D3:E9:40", "-67", "11", "12:02:07 PM"

A primeira linha é o título da coluna e apresenta os campos SSID, BSS, RSSI, Canal e hora. Para analisar ou para registar os resultados, importe a lista para uma folha de cálculo ou para outra ferramenta.

Data de publicação: