Acerca das anomalias de píxeis nos monitores LCD dos produtos Apple lançados antes de 2010

Este documento define o termo "anomalia de píxeis", explica por que motivo essas anomalias ocorrem e descreve o que fazer se o seu ecrã LCD tiver mais do que o número aceitável de anomalias de píxeis.

Nota: para os produtos introduzidos em 2010 e em datas posteriores, consulte a página Acerca das anomalias de píxeis nos monitores LCD dos produtos Apple lançados em 2010 e datas posteriores.

Diversos produtos Apple utilizam ecrãs LCD de matriz ativa, incluindo o iMac (ecrã plano), o MacBook Pro, o MacBook, o iBook, o PowerBook, os monitores Apple Cinema e os modelos iPod com ecrã a cores. Além de ser fina e leve, a tecnologia LCD de matriz ativa proporciona aos clientes muitas vantagens ao nível do desempenho visual em comparação com os ecrãs de tubos de raios catódicos (CRT) tradicionais, nomeadamente no que respeita ao aumento do brilho, da nitidez e do contraste.

A tecnologia LCD de matriz ativa utiliza linhas e colunas de pontos endereçáveis (píxeis) que processam o texto e as imagens no ecrã. Cada localização de píxel possui três subpíxeis separados (vermelho, verde e azul) que permitem a apresentação da imagem em cor total. Cada subpíxel possui um transístor correspondente responsável por ligar e desligar esse subpíxel.

Normalmente, existem milhões destes subpíxeis num ecrã LCD. Por exemplo, o ecrã LCD utilizado no monitor Apple Cinema HD é constituído por 2,3 milhões de píxeis e 6,9 milhões de subpíxeis vermelhos, verdes e azuis. Por vezes, um transístor poderá não funcionar corretamente, o que fará com que o subpíxel afetado permaneça ligado (claro) ou desligado (escuro). Com os milhões de subpíxeis no ecrã, é possível ter um número reduzido de transístores avariados num LCD. Assim, um determinado número de anomalias de subpíxeis é considerado aceitável. A rejeição de todos os ecrãs LCD que não fossem perfeitos aumentaria significativamente o preço de venda dos produtos com ecrãs LCD. Estes fatores aplicam-se a todos os fabricantes que utilizam tecnologia LCD, não apenas a produtos Apple.

Se suspeitar que o ecrã contém um grande número de anomalias de píxeis, leve o seu produto Apple a um Centro de assistência autorizado Apple para uma observação mais detalhada. Poderá ser cobrado um valor pela avaliação.

Data de publicação: