Usar um processador gráfico externo com o Mac

O Mac com Thunderbolt 3 e com macOS High Sierra 10.13.4 ou posterior pode ter maior desempenho gráfico ao ser conectado a um processador gráfico externo (também conhecido como eGPU).

Uma eGPU pode oferecer ao Mac maior desempenho gráfico para apps profissionais, jogos 3D, criação de conteúdo de realidade virtual e muito mais.

eGPUs são compatíveis com qualquer Mac com Thunderbolt 31 executando o macOS High Sierra 10.13.4 ou posterior. Saiba como atualizar o software no Mac.

Usar o item da barra de menus para desconectar a eGPU

Com uma eGPU, você consegue fazer todas estas atividades no Mac:

  • Acelerar apps que usam Metal, OpenGL e OpenCL
  • Conectar telas e monitores externos adicionais
  • Usar headsets de realidade virtual conectados à eGPU
  • Carregar o MacBook Pro enquanto usa a eGPU
  • Usar uma eGPU com o MacBook Pro enquanto a tela integrada está fechada 
  • Conectar uma eGPU enquanto um usuário estiver com sessão iniciada
  • Conectar mais de uma eGPU usando as várias portas Thunderbolt 3 (USB-C) no Mac2
  • Usar o item da barra de menus ícone da eGPU na barra de menus para desconectar a eGPU com segurança
  • Visualizar os níveis de atividade de GPUs integradas e externas (abra o "Monitor de Atividade" e selecione Janela > Histórico da GPU)

Compatibilidade da eGPU com apps

A compatibilidade da eGPU no macOS High Sierra 10.13.4 e posterior foi desenvolvida para acelerar os apps Metal, OpenGL e OpenCL que se beneficiam de uma poderosa eGPU. Nem todos os apps são compatíveis com aceleração por meio da eGPU. Por isso, verifique com o desenvolvedor do app para obter mais informações.3

Normalmente, uma eGPU pode acelerar o desempenho nestes tipos de app:

  • Apps profissionais desenvolvidos para utilizar várias GPUs
  • Jogos 3D, quando um monitor externo estiver vinculado diretamente à eGPU
  • Apps de realidade virtual, quando o headset de realidade virtual estiver vinculado diretamente à eGPU
  • Apps profissionais e jogos 3D que aceleram a tela integrada de um iMac, iMac Pro, MacBook Air e MacBook Pro (essa funcionalidade deve ser ativada pelo desenvolvedor do app)

Você pode configurar os aplicativos para usar uma eGPU com um dos seguintes métodos:

Usar a opção "Preferir GPU Externa"

Do macOS Mojave 10.14 em diante, é possível ativar a opção "Preferir GPU Externa" no painel Obter Informações de um app específico no Finder. Essa opção permite que a eGPU acelere apps em telas conectadas ao Mac, inclusive telas integradas ao iMac, iMac Pro, MacBook Air e MacBook Pro:

  1. Encerre o app (se ele estiver aberto).
  2. Selecione o app no Finder. A maioria dos apps está na pasta Aplicativos. Se você abrir o app de um alias ou inicializador, clique com a tecla Control pressionada no ícone do app e selecione a opção Mostrar Original no menu pop-up. Em seguida, selecione o app original.
  3. Pressione as teclas Command + I para exibir a janela de informações do app.
  4. Marque a caixa de seleção ao lado de "Preferir GPU Externa".
  5. Abra o app para usá-lo com a eGPU.

Essa opção não será exibida se não houver uma eGPU conectada, se o Mac não estiver executando o macOS Mojave ou se o app gerenciar a seleção de GPU por conta própria. Alguns apps selecionam diretamente quais processadores gráficos são usados e ignoram a caixa de seleção "Preferir GPU Externa".

Definir uma tela conectada à eGPU externa como a tela principal

Se você tiver uma tela externa conectada à eGPU, poderá selecioná-la como a tela principal para todos os apps. Como os apps são conectados por padrão à GPU associada com a tela principal, essa opção funciona com diversos apps:

  1. Encerre os apps abertos que você deseja que a eGPU acelere com a tela principal.
  2. Selecione o menu Apple () > Preferências do Sistema. Selecione Telas e depois selecione a aba Organização.
  3. Arraste a barra de menus branca para a caixa que representa a tela vinculada à eGPU. 
  4. Abra os apps com os quais você deseja usar a eGPU.

Se você desconectar a eGPU, o Mac voltará, por padrão, aos processadores gráficos internos que acionam a tela integrada. Quando a eGPU for conectada novamente, a tela externa será automaticamente definida como a tela principal.

Configurações da eGPU compatíveis

É importante usar uma eGPU com uma placa gráfica e um chassi Thunderbolt 3 recomendados. Além disso, se você estiver usando um MacBook Pro, o chassi Thunderbolt 3 da eGPU precisa fornecer energia suficiente para executar a placa gráfica enquanto o computador é carregado. Entre em contato com o fabricante para saber quanta energia o chassi fornece e verifique se é o suficiente para carregar o notebook Mac conectado.

As placas gráficas recomendadas, além dos chassis que podem fornecer energia suficiente a elas, são relacionados abaixo.

Produtos eGPU Thunderbolt 3 tudo-em-um

Esses produtos contêm uma poderosa GPU integrada e fornecem energia suficiente para carregar o MacBook Pro.

eGPUs Thunderbolt 3 tudo-em-um recomendadas:

AMD Radeon RX 470, RX 480, RX 570, RX 580 e Radeon Pro WX 7100

Essas placas gráficas têm como base a arquitetura AMD Polaris. Entre as placas gráficas recomendadas estão a série Sapphire Pulse e a série AMD WX.

Os chassis Thunderbolt 3 recomendados para essas placas gráficas são:

  • OWC Mercury Helios FX4
  • PowerColor Devil Box
  • Sapphire Gear Box
  • Sonnet eGFX Breakaway Box 350W
  • Sonnet eGFX Breakaway Box 550W4
  • Sonnet eGFX Breakaway Box 650W4

AMD Radeon RX Vega 56

Essas placas gráficas têm como base a arquitetura AMD Vega 56. Entre as placas gráficas recomendadas estão Sapphire Vega 56 e XFX Vega 56.

Os chassis Thunderbolt 3 recomendados para essas placas gráficas são:

  • OWC Mercury Helios FX4
  • PowerColor Devil Box
  • Sonnet eGFX Breakaway Box 550W4
  • Sonnet eGFX Breakaway Box 650W4

AMD Radeon RX Vega 64, Vega Frontier Edition Air e Radeon Pro WX 9100

Essas placas gráficas têm como base a arquitetura AMD Vega 64. Entre as placas gráficas recomendadas estão Sapphire Vega 64, XFX Vega 64, AMD Frontier Edition (com refrigeração por ar) e AMD Radeon Pro WX 9100.

Os chassis Thunderbolt 3 recomendados para essas placas gráficas são:

  •  Sonnet eGFX Breakaway Box 650W4

Saiba mais

  • Para garantir o melhor desempenho da eGPU, use o cabo Thunderbolt 3 que acompanha a eGPU ou um cabo Thunderbolt 3 (USB‑C) da Apple. O cabo deve estar conectado diretamente a uma porta Thunderbolt 3 do Mac, e não encadeado em série usando outro hub ou dispositivo Thunderbolt.
  • Se você tiver dúvidas sobre placas gráficas ou chassis Thunderbolt 3 ou sobre a compatibilidade e o suporte de apps de terceiros, entre em contato com o provedor do hardware ou software.
  • Os desenvolvedores de software podem obter mais informações sobre como programar apps para aproveitar a compatibilidade com a eGPU do macOS.

 

1. Se você estiver usando um Mac mini (2018) com o FileVault ativado, conecte a tela principal diretamente ao Mac mini durante a inicialização. Depois que você iniciar sessão e ver a mesa do macOS, poderá desconectar a tela do Mac mini e conectá-la à eGPU.

2. Se você estiver usando um MacBook Pro de 13 polegadas de 2016 ou 2017, sempre conecte eGPUs e outros dispositivos de alto desempenho às portas do lado esquerdo para ter a máxima transferência de dados.

3. Observe que o macOS High Sierra 10.13.4 e versões posteriores não são compatíveis com eGPUs quando o Mac é inicializado no Windows usando o Boot Camp ou no modo de recuperação do macOS ou durante a instalação de atualizações de sistema.

4. Esses chassis fornecem pelo menos 85 watts de carga, tornando-os ideais para uso com modelos de MacBook Pro de 15 polegadas.

As informações sobre produtos não fabricados pela Apple, ou sites independentes não controlados nem testados pela Apple, são fornecidas sem recomendação ou endosso. A Apple não assume responsabilidade alguma com relação à escolha, ao desempenho ou ao uso de sites ou produtos de terceiros. A Apple não garante a precisão nem a confiabilidade de sites de terceiros. Os riscos são inerentes ao uso da internet. Entre em contato com o fornecedor para obter mais informações. Nomes de outras empresas e produtos podem ser marcas registradas de seus respectivos proprietários.

Data da publicação: