Ouvir o Apple Music em apps e sites

Com a assinatura do Apple Music, você pode ativar mais recursos musicais em apps ou sites.

Alguns apps e sites1 oferecem mais formas de interagir com as músicas que você adora, desde descobrir o próximo grande artista até encontrar uma nova playlist animada para treinar.


Um iPhone X aberto no app Nike Run Club. Em primeiro plano, há uma mensagem solicitando permissão para o app acessar o Apple Music.

Dar permissão a apps e sites para acessar sua assinatura do Apple Music

Os apps podem pedir permissão para ativar recursos do Apple Music. Quando um app fizer isso, toque em OK para permitir o acesso à biblioteca, playlists e recomendações pessoais.

Em dispositivos iOS, o app Música também precisa estar instalado para que esses recursos funcionem. Se você tiver removido o app Música, refaça download dele de graça. Acesse a App Store, procure Apple Music e, em seguida, toque no ícone de download à direita do nome do app.

Se você estiver em um site de terceiros, abra os ajustes de sua conta e procure a opção de conectar sua assinatura. Talvez seja preciso primeiro iniciar sessão na conta que você usa no site.

Um iPhone X exibindo a seção

Ativar ou desativar o acesso ao Apple Music

No dispositivo iOS, você pode controlar individualmente quais apps têm acesso à assinatura do Apple Music: acesse Ajustes > Privacidade > Mídia e Apple Music. Você verá uma lista dos apps que pediram permissão e poderá ativar ou desativar o acesso deles à assinatura.


No caso de alguns serviços, talvez seja necessário remover o app da seção Account Access (Acesso à conta). No dispositivo iOS, abra o app Música, toque em Para Você e, depois, toque em sua foto ou em ícone Minha Conta no canto superior direito. No dispositivo Android, toque em ícone Menu e, depois, toque em Ajustes. Se você tiver apps que usam esse método, verá a seção Account Access (Acesso à conta). Toque em Apple Music, deslize para a esquerda nos apps que você quer remover e, depois, toque em Apagar.

Sobre conteúdo explícito

Se você não conseguir reproduzir músicas com conteúdo explícito, as restrições (controles parentais) podem estar ativadas para músicas no dispositivo. Para escutar músicas com conteúdo explícito, desative as restrições em todos os dispositivos.

Se as restrições estiverem desativadas em todos os dispositivos, mas você ainda não conseguir reproduzir músicas com conteúdo explícito, talvez seja preciso ativar as restrições para músicas e, depois, desativá-las novamente.

Saiba mais sobre como usar restrições no dispositivo iOS ou no iTunes em um Mac ou PC.

Gestão de direitos digitais do Apple Music no Microsoft Edge e Internet Explorer

Os proprietários de conteúdo usam a tecnologia de acesso a conteúdo PlayReadyTM da Microsoft para proteger sua propriedade intelectual, incluindo conteúdos protegidos por direitos autorais. Esse serviço usa a tecnologia PlayReady para proteger certos conteúdos. Quando a tecnologia PlayReady não consegue proteger esses conteúdos, os proprietários podem pedir que o serviço restrinja ou evite o envio de conteúdos protegidos a dispositivos ou aplicativos de software de PC específicos. Em alguns casos, você talvez precise atualizar a tecnologia PlayReady para continuar acessando o conteúdo do serviço. Se não aceitar essa atualização, você não poderá acessar os conteúdos que a exigem.

 

1. Talvez você não consiga usar este recurso em alguns navegadores, como o Internet Explorer 11 ou versões anteriores de alguns sistemas operacionais.

Os recursos do Apple Music podem variar de acordo com o país ou a região. Saiba mais sobre o que está disponível em seu país ou região.

As informações sobre produtos não fabricados pela Apple, ou sites independentes não controlados nem testados pela Apple, são fornecidas sem recomendação ou endosso. A Apple não assume responsabilidade alguma com relação à escolha, ao desempenho ou ao uso de sites ou produtos de terceiros. A Apple não garante a precisão nem a confiabilidade de sites de terceiros. Os riscos são inerentes ao uso da internet. Entre em contato com o fornecedor para obter mais informações. Nomes de outras empresas e produtos podem ser marcas registradas de seus respectivos proprietários.

Data da publicação: