Resolver problemas de inicialização e realizar a manutenção do disco usando o Utilitário de Disco e o fsck

Caso o computador não seja inicializado normalmente, talvez você precise usar um utilitário de reparo de disco para corrigir o problema. 

Esse artigo foi arquivado e não será mais atualizado pela Apple.

O OS X inclui dois utilitários para verificar e reparar os discos: o Utilitário de Disco e o fsck (um utilitário de linha de comando). Também é possível usá-los mesmo quando seu computador é inicializado corretamente, mas você deseja verificar o disco para ver se há possíveis problemas no sistema de arquivos. Para Mac OS X 10.4.3 ou posterior, consulte a seção "Sobre a verificação direta no Mac OS X 10.4.3 ou posterior" abaixo.

Importante: caso use o Mac OS X 10.4 ou posterior, você deve usar o Utilitário de Disco sempre que possível, em vez do fsck.

Em algumas situações, erros no sistema de arquivos podem impedir a inicialização do seu computador. Isso pode ocorrer após um desligamento inadequado, uma reinicialização forçada ou uma interrupção na alimentação. Caso seu computador mostre algum dos seguintes sintomas durante a inicialização, use um utilitário de reparação de disco:

  • O computador é inicializado parcialmente, mas exibe uma linha de comando em um ambiente somente texto. Talvez você veja a mensagem, "sistema de arquivos incorreto, executar fsck". Abaixo dela você verá o que se chama prompt de linha de comando, indicado por um sinal de sustenido (#), que permite digitar um comando. Se vir isso, você precisará executar fsck na linha de comando (consulte "Usar fsck, se necessário" abaixo).
  • Seu computador é iniciado, mas não chega à tela de início de sessão.
  • Seu computador chega à tela de início de sessão, mas a Mesa não é carregada após o início da sessão. 

 

Caso o computador apresente um dos problemas acima, você pode executar as seguintes ações para tentar reinicializar o computador. Se não for possível iniciar no Sistema de Recuperação ou Recuperação via Internet no OS X Lion ou posterior, consulte a seção "Usar fsck" abaixo.

Testar em Modo de Segurança

Caso você use o Mac OS X 10.2 ou posterior, é possível iniciar o computador no Modo de Segurança, que inclui verificação e reparação automáticas do disco. Se você usar o Mac OS X 10.1.5 ou anterior, passe à próxima seção. Uma Inicialização Segura, que inicia seu computador no Modo de Segurança, pode permitir a inicialização bem-sucedida do computador. Para fazer isso, execute as seguintes etapas:

  1. Inicialize no Modo de Segurança.
  2. Após a inicialização completa do sistema, reinicie o computador normalmente.

 

Caso o Mac seja reinicializado com êxito, o problema deve estar resolvido. Caso o problema continue, use o Utilitário de Disco.

Usar Utilitário de Disco

Use estas etapas para usar o app Utilitário de Disco para verificar ou reparar um disco.

  1. Se você usar o OS X Lion ou posterior, inicie o computador no Sistema de Recuperação ou na Recuperação via Internet. Caso você use uma versão mais antiga do OS X, e seu computador tenha o disco de instalação do Mac OS X, insira esse disco e reinicie o computador enquanto mantém pressionada a tecla C.
  2. Quando a inicialização do computador for finalizada, selecione Utilitário de Disco na janela Utilitários ou no menu Instalador se você iniciou a partir de um disco de instalação.
  3. Clique na aba Reparador.
  4. Clique no triângulo de abertura à esquerda do ícone de disco rígido para exibir os nomes dos volumes e partições do disco rígido.
  5. Selecione seu Disco de Inicialização (geralmente chamado de "Macintosh HD").
  6. Clique em Reparar. O Utilitário de Disco verifica e repara o disco.

Dica: com o Mac OS X 10.6 e versões anteriores, sempre inicialize o computador usando um disco de instalação ou de restauração ao usar o Utilitário de Disco para verificar ou reparar o volume de inicialização. Do contrário, você poderá ver mensagens de erro de disco.

Usar fsck, se necessário

O utilitário de linha de comando fsck também pode ser usado para verificar e reparar um disco. Caso seja possível inicializar no Modo de Segurança ou usar o Utilitário de Disco durante a inicialização com um disco, você não precisa usar o fsck. Estas são algumas situações em que o fsck pode ser necessário.

  • Não é possível iniciar seu Mac no Sistema de Recuperação nem na Recuperação via Internet. 
  • O disco do Mac OS X não está disponível.
  • O drive óptico não está disponível.
  • Você não consegue iniciar com a Inicialização Segura mantendo a tecla Shift pressionada durante a inicialização.

Dica: caso você use um volume formatado com Mac OS X Extended (Journaled) – por exemplo, com Mac OS X 10.3 ou posterior –, é provável que você não precise usar o fsck. Se você o usar por algum motivo, mensagens de erro inofensivas poderão ser exibidas.

Caso você não tenha certeza quanto à formatação do volume e não seja possível iniciá-lo a partir do volume do Mac OS X, digite o seguinte comando em uma interface de linha de comando e, em seguida, pressione Return:

diskutil info /

Caso veja "File System: Journaled HFS+", você tem um volume Journaled.

Para usar o fsck, você deve utilizá-lo na linha de comando. Diferente de usar o cursor para abrir um aplicativo e executar alguma tarefa, você precisará digitar um comando de texto no prompt (#) para informar ao fsck o que fazer. O aplicativo Terminal (/Applications/Utilities) e o modo de usuário único são dois exemplos de interfaces de linha de comando em que é possível digitar esses comandos. Para usar o fsck:

  1. Inicialize o computador no modo de usuário único para chegar à linha de comando.

    Nota: se o computador não responder, force o desligamento segurando o botão liga-desliga por vários segundos. Em seguida, pressione o botão liga/desliga novamente para inicializar o computador.

  2. No prompt de linha de comando, digite:

    /sbin/fsck -fy

    Pressione a tecla Return. O fsck passará por cinco "fases" e, depois, retornará informações sobre o uso do disco. Após a conclusão, esta mensagem será exibida caso nenhum problema seja encontrado:

    ** O volume (nome_do_volume) parece não ter problemas

    Se o fsck encontrar problemas e alterar, reparar ou corrigir algo, a seguinte mensagem é exibida:

    ***** SISTEMA DE ARQUIVOS FOI MODIFICADO *****

    Caso essa mensagem seja exibida, repita o comando fsck digitado na etapa 2 até que ele informe que o volume não apresenta problemas (reparos iniciais podem revelar problemas adicionais; logo, isso é algo normal de ser feito).

  3.  Quando o fsck informar que seu volume não apresenta problemas, digite reboot no prompt e pressione Return.

O computador deve ser inicializado normalmente e permitir o início de sessão.

Saiba mais

Sobre a verificação direta no Mac OS X 10.4.3 ou posterior

No Mac OS X 10.4.3 ou posterior, é possível verificar seu disco de inicialização enquanto o Mac é inicializado a partir dele. Isso é conhecido como verificação direta e pode ser usado de três maneiras diferentes.

Opção 1: verifique o disco usando o Utilitário de Disco durante o início pelo disco de inicialização. Para saber como fazer isso, consulte este artigo. Observe que a verificação direta não envolve reparos de disco; portanto, caso a verificação encontre algo que deve ser reparado, inicialize pelo disco de instalação do Mac OS X e use o Utilitário de Disco conforme a descrição acima em "Usar Utilitário de Disco".

Opção 2 (avançado): use a linha de comando e o utilitário de linha de comando, diskutil.

  1. Inicie o computador e inicie uma sessão como administrador.
  2. Abra o Terminal (/Applications/Utilities).
  3. No prompt, digite o seguinte comando e, em seguida, pressione Return:

    diskutil verify /

 

Nota: não use esse método para verificar volumes que não são de inicialização.

Você deve ver mensagens como estas durante a verificação de disco:

Não foi possível desmontar o disco para verificação, tentando verificação direta

Verificação/reparo iniciado no volume Macintosh HD disk0s3

Verificando volume HFS Plus.

Verificando arquivo de extrapolação de extensões.

Verificando arquivo de Catálogo.

Verificando arquivos com múltiplas ligações.

Verificando hierarquia de catálogo.

Verificando arquivo de atributos expandidos.

Verificando mapa de bits do volume.

Verificando informações do volume.

O volume Macintosh HD parece não ter problemas.

Montando Disco

Verificação/reparo concluído no volume Macintosh HD disk0s3

 

Opção 3 (avançado): use a linha de comando e o comando fsck_hfs -l .

Inicie o computador e inicie uma sessão como administrador.

Abra o Terminal (/Applications/Utilities).

No prompt, digite o seguinte comando e, em seguida, pressione Return para determinar o ID do sistema de arquivos:

df -hl

Procure por algumas linhas de texto semelhantes a estas:

Filesystem     Size   Used  Avail Capacity  Mounted on

/dev/disk0s3    37G    20G    17G    55%    /

/dev/disk0s5    37G    37G   641M    98%    /Volumes/Storage

Anote o nome do primeiro "disco" exibido após /dev/ como, por exemplo, "disk0s3". Esse é o ID do sistema de arquivos para o volume de inicialização.

No prompt, digite o seguinte comando e, em seguida, pressione Return:

df -hl

Em seguida, digite o seguinte comando (no qual "disk0s3" é o ID do sistema de arquivos anotado na etapa 4) e, em seguida, pressione Return:

sudo fsck_hfs -l /dev/disk0s3

Quando solicitado, digite a senha de administrador e, em seguida, pressione Return para iniciar a verificação.

Você deve ver mensagens como estas durante a verificação do disco:

** /dev/rdisk0s3 (SEM GRAVAÇÃO)

** Sistema de arquivos raiz

** Verificando volume HFS Plus.

** Verificando arquivo de extrapolação de extensões.

** Verificando arquivo de Catálogo.

** Verificando arquivos com múltiplas ligações.

** Verificando hierarquia de catálogo.

** Verificando arquivo de atributos expandidos.

** Verificando mapa de bits do volume.

** Verificando informações do volume.

** O volume Macintosh HD parece não ter problemas.

 

Informações avançadas

Caso você esteja interessado em uma sintaxe de linha de comando no estilo UNIX, veja como alguns sinalizadores usados acima podem influenciar o fsck:

O sinalizador "-y" informa ao fsck que você deseja responder "sim" a todas as perguntas sobre correção, reparo ou manutenção das informações. Trata-se da abordagem ideal, pois responder "não" a qualquer pergunta faz com que o fsck pare. Não é possível determinar se todos os reparos necessários foram feitos até a conclusão do fsck e seu relatório final.

O sinalizador "-f" força o fsck a verificar os sistemas de arquivos que estão marcados como "limpos".

Data da publicação: