Método de verificação do titular do dispositivo do consumidor

Saiba mais sobre o Método de verificação do titular do dispositivo do consumidor e o Apple Pay.

O que é o Método de verificação do titular do dispositivo do consumidor?

Método de verificação do titular do dispositivo do consumidor (CDCVM) é um tipo de método de verificação do consumidor (CVM) utilizado por redes de cartões ao verificar transações feitas com dispositivos móveis. A verificação é usada para averiguar se a pessoa que está apresentando o instrumento de pagamento é a proprietária legítima dele. Essa verificação afeta a responsabilidade em caso de transações fraudulentas.

Com o Apple Pay, é possível usar o Face ID, Touch ID ou código de acesso do dispositivo como método de verificação do dispositivo do consumidor em vez dos métodos mais tradicionais, como PIN, assinatura para transações em lojas ou 3D Secure em transações dentro de apps.

No caso de transações EMV com a tecnologia contactless do Apple Pay, o CDCVM é executado e verificado totalmente no dispositivo iOS ou Apple Watch. Durante a transação, não são necessárias outras ações por parte do cliente no terminal de pagamento ou recibo de papel, como PIN ou assinatura, para fins de verificação.

Por que é bom para um comerciante incluir o método CDCVM?

  • Permite pagamentos de qualquer valor com a tecnologia contactless: atualmente, em algumas lojas, os pagamentos com a tecnologia contactless são restritos por um limite de transação. Com o CDCVM, esse limite não existe.
  • Reduz os custos relacionados a estornos: os comerciantes se beneficiarão da mudança de responsabilidade e não serão mais responsabilizados por fraudes quando o CDCVM for obtido para transações do Apple Pay. Dessa maneira, o resultado financeiro do comerciante será maior graças à redução de estornos e do trabalho administrativo para lidar com documentos assinados.
  • Aumenta a velocidade de processamento: o processamento das transações do CDCVM no momento da compra é mais rápido, já que os clientes não precisam inserir cartões no caso de transações acima do limite de transação nem assinar ou inserir um PIN.
  • Aumenta a satisfação do cliente: a transação será mais prática e conveniente para os clientes.

Quem deveria usar o método CDCVM?

O CDCVM é válido para comerciantes que aceitam transações com a tecnologia contactless e dentro de apps feitas em um iPhone 6 ou posterior, Apple Watch, iPad Pro, iPad Air 2 ou iPad mini 3 ou posterior. O CDCVM pode ser interessante para comerciantes com lojas que recebem muitos clientes, se importam com velocidade e processamento na compra e desejam ter autenticação adicional do consumidor em pagamentos dentro do app.

Como o CDCVM funciona?

O CDCVM verifica o cliente que fez uma transação de pagamento. Em cada transação EMV, o terminal de pagamento e os aplicativos da rede de pagamento compatíveis no dispositivo iOS devem decidir em conjunto qual método de verificação de cliente deve ser usado. Para decidir, o terminal e o dispositivo iOS comparam os métodos de verificação compatíveis com cada um e usam o primeiro que é compatível com os dois. 

Em transações do Apple Pay, o CDCVM funciona no lugar de outros métodos de verificação quando compatível com o terminal de pagamento.

Durante a solicitação de autorização, o método de verificação do cliente é transmitido do terminal de pagamento para a administradora do cartão. Em seguida, o método de verificação é usado para determinar a responsabilidade por transação fraudulenta com base na política da rede de pagamento. Saiba mais sobre a responsabilidade

Que especificações da tecnologia contactless são compatíveis com o CDCVM?

As maiores redes de pagamento incluem compatibilidade com o CDCVM como parte de suas especificações de compras dentro do app e da tecnologia contactless. Cada rede de pagamento tem uma especificação diferente referente à tecnologia contactless, cuja instalação e certificação são necessárias para aceitar pagamentos com o novo método de verificação do titular (CVM).

  • O cartão Visa é compatível com CDCVM na especificação Visa Card Personalization Specification 2.1 e posterior ou em qualquer versão do EMV Contactless Kernel 3. O cartão Visa é compatível com CDCVM para transações EMV de crédito, de débito e pré-pagas encaminhadas por meio do VisaNet.
  • O cartão Mastercard é compatível com CDCVM na especificação Contactless Reader Specification 3.0 e posterior para transações EMV de crédito, de débito e pré-pagas. O Mastercard usa a terminologia On-Device CVM (ODCVM, CVM no dispositivo).
  • O cartão Discover é compatível com CDCVM na especificação Contactless D-PAS Terminal Application Specification 1.0 e posterior ou em qualquer versão do EMV Contactless Kernel 6.
  • O cartão American Express é compatível com CDCVM para transações com a tecnologia contactless em dispositivos móveis pelo Apple Pay na especificação ExpressPay terminal spec 3.0 e posterior.

O que os comerciantes precisam fazer para aceitar o CDCVM?

Os comerciantes precisam verificar se o software de pagamento do terminal é compatível com CDCVM. Os terminais com as especificações mais recentes permitem pagamentos do Apple Pay acima do limite de transação com a tecnologia contactless. Se um cliente tentar usar um cartão físico com a tecnologia contactless, ele será instruído a tentar novamente ou a inserir o cartão no terminal. Os terminais com uma especificação anterior não oferecerão a opção de pagamento usando a tecnologia contactless acima do limite de transação.

  1. Os terminais de pagamento do comerciante devem ser compatíveis com as especificações para a tecnologia contactless informadas pelas redes de cartão.
  2. Os terminais de pagamento do comerciante devem ser configurados para aceitar CDCVM como método de verificação. A configuração varia de acordo com a rede de pagamento. A especificação para a tecnologia contactless de cada uma determinará a configuração exata necessária.

Confira nossa lista de verificação para saber o que mais você precisa fazer para aceitar o Apple Pay. 

Isenção de responsabilidade

Este documento tem apenas a finalidade de informar e não pode ser considerado como sendo de confiança para fins legais. Ele não é um posicionamento oficial ou acordado com as redes de pagamento. Cada uma delas determinará as próprias políticas e práticas, incluindo, entre outras, regras relacionadas às responsabilidades do comerciante. Portanto, comerciantes, compradores, processadores e outras pessoas que aceitam a tecnologia EMV CDCVM são incentivados a entrar em contato com as respectivas redes de pagamento para saber sobre as políticas e regras de estorno pertinentes.   

A Apple não representa nem faz garantias sobre o tema aqui contido, sejam expressas ou implícitas, incluindo qualquer garantia de comercialização, adequação para uma determinada finalidade ou garantia decorrente do uso ou confiança neste documento. 

Este documento é confidencial e não pode ser reproduzido ou transmitido de nenhuma forma e por nenhum meio, sejam eletrônicos ou mecânicos, por qualquer motivo sem permissão prévia por escrito da Apple.

© 2015 Apple Inc. Todos os direitos reservados. Apple, o logotipo da Apple e Wallet são marcas comerciais da Apple Inc., registradas nos EUA e em outros países e regiões. Apple Pay, Face ID e Touch ID são marcas comerciais da Apple Inc. iOS é uma marca comercial ou marca comercial registrada da Cisco nos EUA e em outros países e regiões e é usada sob licença. Outros nomes de empresas e de produtos mencionados neste documento podem ser marcas comerciais de suas respectivas empresas.

Data da publicação: